A DIALÉTICA NEGATIVA NO JOVEM MARX: UMA LEITURA ADORNIANA DA CRÍTICA AO HEGELIANISMO

Facundo Nahuel Martín
2019 Problemata  
Resumo: Neste artigo são avaliadas algumas das continuidades e rupturas entre o hegelianismo e os primeiros trabalhos de Karl Marx. Intenta-se mostrar, contra a leitura althusseriana, que a crítica da dialética hegeliana empreendida nos Manuscritos de 1844 coloca Marx fora de qualquer marco antropocêntrico e de todo primado do sujeito. O recurso ao pensamento de Adorno permitirá precisar alguns elementos próprios de uma dialética negativa na abordagem juvenil marxiana. Essa releitura autoriza,
more » ... eleitura autoriza, também, a recuperação de certos traços dessa abordagem no contexto filosófico contemporâneo. Palavras-chave: Materialismo; sujeito; objeto; especulação; crítica. Abstract: In this article, some of the continuities and ruptures between Hegelianism and the early works of Karl Marx are assessed. Against the Althusserian reading, I will attempt to prove that Marx's critique of Hegel in the 1844 Manuscripts is independent from any anthropocentric framework and does not presuppose the primacy of the subject. The use of Adorno's thought will make it possible to specify some elements of negative dialectics in the young Marx's approach. This re-reading also enables the recovery of certain traits of this approach in the contemporary philosophical context.
doi:10.7443/problemata.v10i4.49717 fatcat:xqkrqhgmsva6lop77vp4l725se