Estado, empresariado e variedades de capitalismo no Brasil: internacionalização de empresas privadas no governo Lula [thesis]

Danylo Rebert de Oliveira Rocha
there was an expansion of Brazilian foreign direct investment abroad, as a result of a federal government policy intended to form large corporations able to compete internationally. Major mergers, acquisitions and investment projects abroad were financed by public funds under the industrial policy operated by National Bank of Economic and Social Development (BNDES), the main state bank to support the private sector in the country. An important feature of this movement was the focus on sectors
more » ... which Brazil is already competitive, as the labor and natural resources intensives sectors, in conflict with guidelines established by the same industrial policy of the Lula government, which advocated the support of more technology-intensive industries. Using the institutional approach of "varieties of capitalism", it is argued that this occurred because the internationalization policy was guided by short-term demands of private economic groups, reflecting wider institutional characteristics of the Brazilian economy. 5 AGRADECIMENTOS Agradeço, primeiramente, ao Instituto de Relações Internacionais da Universidade de São Paulo por oferecer um curso de pós-graduação de alta qualidade a seus alunos. Agradeço a todos os professores e funcionários pelo empenho em buscar a excelência nas aulas, seminários e pesquisas, proporcionando um ambiente estimulante aos estudantes. Agradeço também aos estudantes de pós-graduação do IRI, pelas amizades proporcionadas e pela convivência agradável durante o mestrado. Que as amizades continuem por muito tempo. Agradeço, principalmente, ao professor Wagner Pralon Mancuso, pela orientação competente e cuidadosa durante todo esse tempo, auxiliando desde a escolha do tema até os momentos finais. Sua orientação foi importante não apenas para este trabalho, e perdurará pelos próximos passos da minha vida acadêmica. Por fim, agradeço a minha família e a todos que me rodeiam pelo apoio, e principalmente à Bia, pela força e paciência.
doi:10.11606/d.101.2012.tde-19072013-093411 fatcat:w7sz37usm5atzecys22jp5n2nm