Determination of Greenhouse Gases in Five Capitals in Different Brazilian Biomes

Danilo P. Moreira Júnior, Cleyton M. da Silva, Cecilia Bueno, Sergio M. Corrêa, Graciela Arbilla
2017 Revista Virtual de Quimica  
In a world in constant change, the increasing concentrations of greenhouse gases (GHG), the processes leading to CO 2 capture and the mitigation of GHG concentrations to control global warming, are relevant. In this study, the concentrations of CO 2 , CH 4 e N 2 O were determined in five capitals located in the three main Brazilian biomes: Curitiba, São Paulo and Rio de Janeiro in Mata Atlântica, Brasília in Cerrado and Belém in Amazônia. The sampling and chemical analysis was performed using a
more » ... low-cost analytical method developed by some of the authors of this study. The CO 2 , CH 4 e N 2 O concentrations were in the intervals 391-542 ppmv, 1,74-2,31 ppmv e 263-342 ppbv, respectively. The determined values are in good agreement with values reported for other urban areas around the world and do not present an important difference for samples collected, in the same city, for vegetated and no-vegetated areas, which is probably due to the rapid transport of air masses and the global effect of green areas as carbon quenchers. Nevertheless, in the city of Rio de Janeiro, CO 2 concentrations were clearly lower than in the other cities, suggesting the importance of compacted forested areas, mainly secondary forest and re-forested areas, in the process of carbon capture. Resumo Em um mundo em constante transformação, as concentrações crescentes de gases de efeito estufa (GEE) e os processos que podem levar ao sequestro de CO 2 e à mitigação das concentrações destes gases para conter o aquecimento global são relevantes. Neste trabalho foram determinadas as concentrações de CO 2 , CH 4 e N 2 O em cinco capitais brasileiras, pertencentes aos três principais biomas brasileiros: Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro na Mata Atlântica, Brasília no Cerrado e Belém na Amazônia. As coletas e análises químicas foram realizadas utilizando um método de análise de baixo custo recentemente desenvolvido por alguns dos autores deste estudo. As concentrações de CO 2 , CH 4 e N 2 O se encontram nos intervalos 391-542 ppmv, 1,74-2,31 ppmv e 263-342 ppbv, respectivamente. Os valores encontrados neste trabalho são consistentes com os reportados para outras áreas urbanas no mundo e não apresentaram diferenças importantes dentro de uma mesma cidade, ao se comparar a área verde com a área livre de cobertura vegetal, devido provavelmente à rápida mistura das massas de ar e o efeito global das áreas verdes como sumidouro de carbono. Contudo, para a cidade do Rio de Janeiro as concentrações de CO 2 foram claramente menores, tanto no inverno quanto no verão, que nas outras cidades, sugerindo a importância das áreas compactas de florestas, especialmente de floresta secundária e outras áreas de reflorestamento recente, no processo de sequestro de carbono. Palavras-chave: Dióxido de carbono; sequestro de carbono; emissões atmosféricas; poluição urbana; áreas verdes; aquecimento global.
doi:10.21577/1984-6835.20170121 fatcat:g4wy2z2grbgfnkmledv4owtjlu