O roubo de escravos no Rio de Janeiro e o tráfico interno paralelo: 1808-1850

Luiz Carlos Soares
1989 Revista de História  
RESUMO: A documentação policial da Côrte na primeira metade do século passado evidencia a freqüência de um comércio ilícito de escravos roubados e revendidos para as províncias vizinhas. Delineia-se a par do tráfico internacional de contrabando, um comércio marginal a preços bem menores, controlados cm sua maioria por ciganos e seus intermediários. Também envolvia capitães de mato ou quadrilhas muito bem organizadas. Era um meio de fornecer mão-de-obra mais barata a pequenos proprietários. Por
more » ... proprietários. Por vezes este comércio envolvia libertos em alforria condicional, evidenciando uma circulação clandestina de parentes escravos.
doi:10.11606/issn.2316-9141.v0i120p121-133 fatcat:ifjbfyy4zbek5h5duoqmza6bzy