Artigo Original PROMOÇÃO DA SAÚDE NA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMILÍA: PERCEPÇÃO DA EQUIPE DE ENFERMAGEM DO CRATO-CE

Danielle Lopes De Alencar, Anna Laryssa, Ribeiro De Oliveira Brito, Kenya Waléria De Siqueira, Coelho Lisboa
2012 Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza   unpublished
RESUMO Objetivo: Conhecer a percepção da equipe de enfermagem das Estratégias de Saúde da Família (ESF) sobre a promoção da saúde. Métodos: Trata-se de um estudo qualitativo, do tipo descritivo, que ocorreu em nove ESF da cidade do Crato-CE no período de outubro a dezembro de 2010. Os sujeitos foram nove enfermeiros e oito técnicos de enfermagem, com tempo de serviço de três a oito anos na ESF investigada. Escolhidos aleatoriamente e elegendo o critério de saturação de dados, utilizou-se
more » ... utilizou-se entrevista semiestruturada, a qual foi gravada. Na análise dos dados, optou-se pelo discurso do sujeito coletivo (DSC), do qual emergiram as ideias centrais que possibilitaram a formação dos DSC de cada categoria profissional. Os sujeitos foram esclarecidos sobre os objetivos da pesquisa mediante apresentação do Termo de Consentimento Esclarecido, o qual foi assinado por todos. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética da Universidade Rural do Cariri (URCA), com nº de aprovação 21/2010. Resultados: Observou-se que a visão conceitual e prática sobre a promoção da saúde se aproxima do conceito preventivo, contudo, os enfermeiros reconhecem a saúde de forma mais ampla, no contexto de construção social do indivíduo, diferindo do DSC dos técnicos de enfermagem. As ações executadas no campo da promoção da saúde ainda são delimitadas por palestras. Conclusão: As percepções dos profissionais são constituídas por uma fragilidade relacionada aos DSC e às ações exercidas por eles, constituindo um entrave à consolidação de um novo modelo assistencial que tenha como eixo central a promoção da saúde. Descritores: Promoção da Saúde; Saúde da Família; Percepção; Enfermagem. ABSTRACT Objective: To evaluate the perception of the nursing staff of the Family Health Strategy (FHS) on health promotion. Methods: This was a qualitative and descriptive study, which occurred in nine FHS of the city of Crato-CE in the period October-December 2010. The subjects were nine nurses and eight of the nursing technicians with service time of three to eight years at FHS investigated. Randomly chosen and electing the criterion of saturation data, we used semi-structured interview, which was recorded. During data analysis, we opted for collective subject discourse (CSD), which emerged the central ideas that enabled the formation of CSD for each professional category. The subjects were informed about the research objectives by submitting the Term of Consent, which was signed by all. The project was approved by the Ethics Committee at the Rural University of Cariri (RUCA), with approval No. 21/2010. Results: It was observed that the conceptual and practical vision on health promotion approaches the concept of prevention, however, nurses recognize health more broadly, in the context of the social construction of individual, differing from the CSD of the nursing technicians. The actions taken in the field of health promotion are still delimited by lectures. Conclusion: Perceptions of professionals are constituted by a weakness related to CSD and the actions performed by them, constituting an obstacle to the consolidation of a new model of care that has as central to health promotion.
fatcat:3jtmisxw75dofj5vu5eytginrq