Produção de alface americana em função da aplicação de doses e fontes de fósforo

José H. Mota, Jony E. Yuri, Geraldo M. de Resende, Carlos M. de Oliveira, Rovilson J. de Souza, Silvio A. C. de Freitas, Juarez C. Rodrigues Júnior
2003 Horticultura Brasileira  
Avaliou-se o efeito de doses e fontes de fósforo na produção de alface americana em experimento no município de Santo Antônio do Amparo, MG, de junho a setembro/98. O delineamento utilizado foi blocos ao acaso em esquema fatorial 2x4, com três repetições, compreendendo duas fontes de fósforo [superfosfato simples (18% de P2O5) e termofosfato magnesiano (17% de P2O5)], e quatro doses (0, 300, 600, 900 kg ha-1de P2O5). Avaliou-se a produção total e comercial de alface, comprimento do caule e
more » ... nto do caule e circunferência da cabeça comercial. Observou-se para a produção total e comercial efeitos significativos na interação entre doses e fontes. Para o superfosfato simples houve regressão quadrática em que as doses de 672 e 617 kg ha-1 de P2O5, apresentaram as maiores produções total e comercial, respectivamente. Quanto ao termofosfato magnesiano verificou-se aumento linear na produtividade. Com o uso da dose de 583 kg ha-1de P2O5 obteve-se o maior comprimento de caule (6,7 cm), sem no entanto, prejudicar o valor comercial. As doses, bem como as fontes de fósforo utilizadas não apresentaram o efeito significativo com relação à circunferência da cabeça comercial.
doi:10.1590/s0102-05362003000400008 fatcat:tcyhc3vutrhlfchhlctl2bys2u