Fatos e perspectivas do primeiro Inquérito Nacional de Alimentação

Teresa Helena Macedo da Costa, Denise Petrucci Gigante
2013 Revista de Saúde Pública  
Este suplemento é dedicado à divulgação dos resultados colhidos no primeiro inquérito alimentar realizado no Brasil, no qual foram obtidos dois registros em dias não consecutivos para cada entrevistado. O suplemento contém seis estudos que abordam aspectos ligados às análises da prevalência de consumo de alimentos, bem como da inadequação desse consumo em distintos grupos etários, ao estudo de indicação analítica para atender ao desenho amostral executado na pesquisa e ao consumo fora do
more » ... io. O Inquérito Nacional de Alimentação ( INA) foi desenvolvido no contexto da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografi a e Estatística (IBGE). No INA foram registrados o consumo de dois dias não consecutivos por 34.003 indivíduos que residiam em 13.569 domicílios, que correspondem a 25% da amostragem da POF. 10 CONTEXTO HISTÓRICO E EVOLUTIVO DA AVALIAÇÃO DO CONSUMO ALIMENTAR Avaliar o consumo alimentar não é uma tarefa fácil. A alimentação é um fenômeno complexo e as distribuições de valores obtidos com o uso dos instrumentos disponíveis carregam erros inerentes ao instrumento, ao avaliado e ao avaliador. As características desses erros, defi nidos como sistemáticos e aleatórios, devem ser conhecidas e controladas para que o resultado tenha precisão e poder para revelar riscos associados. Historicamente, o esforço de trazer à tona a discussão e as metodologias para avaliar o consumo alimentar está vinculado ao trabalho do professor emérito da Universidade de Toronto, George Beaton, que infl uenciou com suas ideias o grupo de pesquisadores da Iowa State University (ISU). Os pesquisadores da ISU desenvolveram os primeiros métodos para correção das distribuições das variáveis de consumo alimentar e continuam infl uenciando o aprimoramento deles. 5 Esse esforço culminou com a publicação, a partir do fi nal da década de 1990, dos volumes das Dietary Reference Intakes (DRIs) 8 contendo informações sobre parâmetros de distribuição de necessidades, consumo e toxicidade, que fornecem os alicerces para aplicação dos parâmetros de referência dietética na avaliação e no planejamento do consumo alimentar.
doi:10.1590/s0034-89102013000700002 pmid:23703260 fatcat:qsewu7i4gveineef3gtdooq5z4