O lado clandestino da cidade brasileira. Uma historiografia reticente aos conflitos étnicos

Jorge Santiago
unpublished
A CIDADE ENQUANTO LUGAR de reestruturações permanentes e de observa-ção dos conflitos, das tensões sociais, das sociabilidades, dos proces-sos de construção e reconstrução de identidades está na base da aná-lise aqui proposta. Isso implica a apreensão de dynamiques que englobam necessariamente conotações particulares ao se evocarem países escravistas e de populações mestiças (Santiago, 1998b; Santiago, Hébrard, 1998c). Populações, mas também diferentes categorias sociais e mesmo étnicas que,
more » ... smo étnicas que, precisamente, dentro do sistema de representação das elites então diri-gentes, configuram a antítese do desejado modelo de modernidade e civili-zação urbana. Para alguns pesquisadores a componente "étnica" nas relações sociais na América Latina relevaria sobretudo a "influência", sobre certos grupos ou comunidades, do discurso elaborado na esfera erudita (Hoffmann, 2002), pri-meiramente aquela dos juristas e dos políticos, em seguida dos cientistas (sociólogos, etnólogos, antropólogos). No entanto, no caso do Brasil, pode-se constatar que certos conflitos, certas tensões pondo em relevo o racial ou o étnico (e às vezes reveindicados como tais) são anteriores a tais influências. Além disso, um dos recentes postulados das ciências humanas e sociais não propõe que é preciso parar de considerar que as classes subalternas, as classes operárias, os pobres, as camadas populares, os excluídos, necessitam do dis-curso erudito para construir suas representações e suas visões de mundo? Resumo: Trata-se de estudar neste artigo, a partir do advento do urbano no Brasil, na virada do século XIX para o século XX, as tensões ligadas à presença e às práticas dos atores populares e/ou à margem em certos espaços e lugares da cidade. Isto considerando a existência, ou ausência, de olhares da historiografia sobre tais situa-ções conflitivas e nas quais a dimensão étnica é frequentemente presente; situa-ções que são indissociáveis das incidências deste advento do urbano. Entre estas, a reveindicação de novos espaços de perten-cimento, assim como os processos de desa-gregação e de recomposição dos laços sociais e identitarios tal qual eles se mani-festam no urbano. Résumé : Il s'agit d'étudier dans cet article, les tensions liées à la présence et aux pratiques des acteurs populaires (et/ou en marge) dans certains espaces et lieux de la ville, à partir de l'avènement de l'urbain au Brésil, survenu au tournant du XIX e et du XX e siècle. Cette étude examine l'existence ou l'absence des regards portés par l'historiographie sur de telles situations conflictuelles, qui sont indissociables des incidences de cet avènement de l'urbain, et dans lesquelles la dimension ethnique est fréquemment présente. Parmi celles-ci, on note la revendication de nouveaux espaces d'appartenance ainsi que les pro-cessus de désagrégation et de recomposi-tion des liens sociaux et identitaires tels qu'ils se manifestent dans l'urbain.
fatcat:nfiuybhqlvbl7epz4zfjicvfsi