ASPECTOS FARMACÊUTICOS DA FARMACOTERAPIA DE FERIDAS: UMA REVISÃO DE LITERATURA

Laysa Rúbia Veras Leite, Igor Cézar Roque De Araújo, Fernando De Sousa Oliveira
2020 Educação Ciência e Saúde  
Resumo A farmacoterapia das lesões de pele inclui vários fármacos. Esses compostos podem ser adicionados em diferentes formulações, além da possibilidade da utilização de produtos naturais. É imprescindível o conhecimento correto sobre os fármacos e as formas farmacêuticas distintas utilizadas em lesões cutâneas. Objetiva-se desenvolver uma revisão da literatura sobre a farmacoterapia das lesões de pele, com ênfase nos aspectos farmacêuticos. Consiste-se de uma revisão realizada nas bases de
more » ... ada nas bases de dados eletrônicos: Medline, Pubmed, Lilacs, Scielo e Google Acadêmico, utilizando os termos e suas combinações: feridas, tratamento, fármacos, medicamentos, wounds, heridas, tratamiento, medicines. Buscou-se estudos dos últimos 10 anos, nas línguas portuguesa, inglesa e espanhola. Foram encontrados 112 trabalhos, com a utilização 56 desses, para compor essa revisão. As principais classes farmacológicas para a farmacoterapia tópica de feridas, incluem: queratolíticos, queratoplásticos, revulsivos, oclusivos, umectantes, emolientes, reparadores proteicos, antissépticos e antimicrobianos. Foram relatados na literatura produtos naturais, como: Aloe vera, Passiflora edulis, Calendula officinalis, papaína, própolis e mel. Com relação as formulações tópicas, pode-se citar: loções, cremes, pomadas, géis, soluções, suspensões, aerossóis, espumas, pastas e pós. A farmacoterapia tópica das feridas deve considerar os vários produtos farmacêuticos, a comodidade e condição física do paciente, tipo de lesão e a disponibilidade de recursos. Palavras-chave: Ferimentos, Papaína, Anti-infecciosos, Farmacoterapia. Abstract The pharmacotherapy of skin lesions includes several drugs. These compounds can be added in different formulations, in addition to the possibility of using natural products. Correct knowledge about the drugs and the different pharmaceutical forms used in skin lesions is essential. The objective is to develop a literature review on the pharmacotherapy of skin lesions, with an emphasis on pharmaceutical aspects. It consists of a review carried out in the electronic databases: Medline, Pubmed, Lilacs, Scielo and Google Scholar, using the terms and their combinations: feridas, tratamento, fármacos, medicamentos, wounds, heridas, tratamiento, medicines. Studies of the last 10 years were sought in Portuguese, English and Spanish. 112 papers were found, using 56 of these, to compose this review. The main pharmacological classes for topical pharmacotherapy of wounds include: keratolytics, keratoplastics, revulsives, occlusives, humectants, emollients, protein repairers, antiseptics and antimicrobials. Natural products have been reported in the literature, such as: Aloe vera, Passiflora edulis, Calendula officinalis, papain, propolis and honey. Regarding topical formulations, we can mention: lotions, creams, ointments, gels, solutions, suspensions, aerosols, foams, pastes and powders. Topical pharmacotherapy of wounds must consider the various pharmaceutical products, the patient's comfort and physical condition, type of injury and the availability of resources.
doi:10.20438/ecs.v7i1.262 fatcat:weguqbs7qbc5pmabrfi77nkywq