O ARTÍFICE 1 Antônio de Pádua BOSI*

Estudos De Sociologia, Araraquara
2010 unpublished
O Artífi ce (The craftsman) é a primeira parte de um projeto desenvolvido por Richard Sennett (2009, p.24) que sonda as possibilidades humanas relacionadas ao trabalho, uma história do homem como seu próprio criador: "os seres humanos são hábeis criadores de um lugar para si mesmos". A marca da erudição e do raciocínio rico e sofi sticado que integra a trajetória de Sennett está presente neste livro, e por isso é difícil resenhá-lo sem amputar-lhe partes importantes, fazendo justiça ao conjunto
more » ... justiça ao conjunto de refl exões propostas pelo autor. Como em seus livros anteriores, O Artífi ce também pode ser lido e interpretado como um guia de inúmeros roteiros que nos levam através de nossas próprias experiências acerca do trabalho. Escolhi um desses caminhos, recortando para discussão o desafi o sugerido por Sennett, de sermos nós hábeis criadores. Para Sennett, isto é mais do que uma ideia; é uma constatação que ele apresenta com força de tese, inscrita, principalmente, numa tradição iluminista que tem hipotecado grande esperança nas realizações do homem, na sua capacidade de criar. Sennett mantém ativa esta esperança e a faz penetrar num vasto campo de interlocuções. Numa de suas primeiras paradas, Sennett dialoga com Diderot. Ressalta a importância e ousadia do projeto enciclopedista na construção de uma concepção humanista que favoreceu a razão e a perícia no trabalho. É certo que o "artífi ce esclarecido" dos enciclopedistas esbarrava contra uma ordem social que presenteava a classe dominante com o ócio. Mas, para Sennett, a questão relevante parece referir-se menos à desigualdade econômica e social, e mais à satisfação por um trabalho bem feito.
fatcat:7ixie7eu6beglkjnf2dij26pre