A identificação precoce de uma possível deficiência intelectual através de uma perspectiva neuropsicopedagógica

Maria Julieta Ferreira Silva, Fabrício Bruno Cardoso
2020 Brazilian Journal of Development  
RESUMO A deficiência intelectual, devido às dificuldades apresentadas nas formas de se definir, conceitualizar e nomear, apresenta dificuldades relacionadas ao processo de identificação dos sujeito, avaliação e intervenção. Este estudo foi construído a partir da intenção de compreender como está a identificação de tal deficiência nas instituições. Por meio de uma revisão bibliográfica, tentou-se verificar o quanto se sabe a respeito da identificação precoce de deficiência intelectual.
more » ... electual. Percebeu-se, porém, que poucas pesquisas são realizadas com esse enfoque, apesar da identificação precoce de alguma dificuldade ser de extrema importância para o encaminhamento ao profissional adequado para diagnóstico, intervenções apropriadas no campo educacional ou terapêutico, para assim, obter sucesso no tratamento e consequentemente na qualidade de vida da pessoa e sua família. Essas condutas são relevantes para auxiliar o desenvolvimento das capacidades do indivíduo e sua inclusão social. Portanto, esse trabalho fomenta a realização de outras pesquisas, pois ele não esgota a temática acerca da deficiência intelectual e sua identificação precoce. É preciso reflexões na forma de identificação e abordagem da deficiência intelectual, o que demanda outras possibilidades de estudos para melhor identificação precoce, diagnóstico, encaminhamentos e intervenções. Palavras-chave: Deficiência Intelectual; Identificação Precoce; Neuropsicopedagogia. Brazilian Journal of Development Braz. ABSTRACT Intellectual disability, due to the difficulties presented in the ways of defining, conceptualizing and naming, presents difficulties related to the process of subject identification, evaluation and intervention. This study was built from the intention to understand how is the identification of such deficiency in the institutions. Through a literature review, we tried to verify how much is known about the early identification of intellectual disabilities. It was noticed, however, that few studies are carried out with this focus, despite the early identification of some difficulty being extremely important for referral to the appropriate professional for diagnosis, appropriate interventions in the educational or therapeutic field, in order to achieve successful treatment and consequently in the quality of life of the person and his family. These behaviors are relevant to assist the development of the individual's capacities and social inclusion. Therefore, this work encourages further research, as it does not exhaust the topic of intellectual disability and its early identification. It is necessary to reflect on how to identify and approach intellectual disabilities, which demands other possibilities for studies for better early identification, diagnosis, referrals and interventions.
doi:10.34117/bjdv6n6-348 fatcat:bihx3mlvvzgsxivq35p7zm6bva