AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL, QUALIDADE DE VIDA E PRATICA DE ATIVIDADE FÍSICA DE IDOSAS EM PROGRAMAS PARA TERCEIRA IDADE

Adriana De Sousa Nagahashi, Rita Maria Monteiro Goulart, Maria Olivia Fontanelli Torraga, Arlene Valiengo
2014 Revista Brasileira de Ciências da Saúde - USCS  
Introdução: Atualmente há um aumento significativo da população idosa nos países em desenvolvimento. Segundo a Organização Mundial da Saúde, até 2025 o Brasil será o sexto país com o maior número de pessoas idosas no mundo. Assim, investigar as condições de vida desses indivíduos é importante para planejamento de ações de promoção de saúde. Objetivo: Avaliar estado nutricional e nível de atividade física de idosas e conhecer sua percepção quanto à qualidade de vida. Materiais e Métodos:
more » ... e Métodos: Participaram 48 idosas da Universidade da Terceira Idade (UNAI) de Mogi das Cruzes/SP e 30 idosas praticantes de ginástica chinesa de Suzano/SP. O estudo foi transversal, realizado entre agosto/2009 e maio/2011. Realizaram-se medidas antropométricas (peso e altura) para a identificação do Índice de Massa Corpórea (IMC) e a medida da Circunferência da Cintura (CC) para avaliação de risco cardiovascular. A percepção da qualidade de vida, prática de atividade física e consumo alimentar foram avaliados por meio do WHOQOL-bref, IPAQ e Recordatório 24 horas, respectivamente. Resultados: Do total, 46,1% apresentaram excesso de peso. Foram identificados hábitos alimentares errôneos e sedentarismo, o que pode estar relacionado ao excesso de peso e ao alto risco de desenvolver doenças cardiovasculares. A qualidade de vida das idosas com excesso de peso, nos diferentes domínios avaliados, atingiu uma pontuação menor em relação às que estavam com peso saudável. Conclusão: Esta população deve ser estimulada a melhorar seus hábitos alimentares, por meio de escolhas de alimentos adequados, e intensificar a prática de atividade física para atingir uma melhor qualidade de vida. Palavras-chave: idosas; qualidade de vida; hábitos alimentares; atividade física. ResuMO Introduction: Currently there is a significant increase in the elderly population in developing countries. According to the World Health Organization by 2025, Brazil will be the sixth country with the largest number of older people in the world. Thus investigating the living conditions of these individuals is important for planning of health politics. Objective: To evaluate the nutritional status and physical activity level of older women and know their perception about quality of life. Materials and Methods: Included 48 elderly from the University of the Third Age (UNAI) in the city of Mogi das Cruzes (SP) and 30 elderly practicing Chinese gymnastics in the city of Suzano (SP). The study design was cross-sectional, conducted between August 2009 and May 2011. Anthropometric measurements were taken (weight and height) for the identification of the Body Mass Index (BMI) and waist circumference measurement (CC) for cardiovascular risk assessment. The perception of quality of life, physical activity and food intake were assessed using the WHOQOLbref, IPAQ and 24-hours recall, respectively. Results: A total of 46.1% were overweight. We identified erroneous eating habits and sedentary lifestyle which may be related to excess weight and the high risk of developing cardiovascular disease (CVD) found in the group. The quality of life for overweight women in different domains assessed, achieved a score lower than those with healthy weight. Conclusion: This population should be encouraged to improve their eating habits through appropriate food choices and enhance physical activity to achieve a better quality of life.
doi:10.13037/rbcs.vol11n38.1973 fatcat:tbsdknffjrdptdj3wpav6iuawa