Estudo Comparativo do Tempo de Sangramento Avaliado pelo Método Convencional de Ivy e do Tempo de Sangramento da Mucosa Bucal

Luiz Augusto Vanti, Maria da Graça Naclério-Homem, Maria Cristina Zindel Deboni, Andréia Aparecida Traina
2007 Revista Portuguesa de Estomatologia, Medicina Dentaria e Cirurgia Maxilofacial  
Resumo: O acto cirúrgico deve ser sempre precedido de uma avaliação das condições de saúde local e sistémica do paciente, sendo os exames complementares o subsídio que utilizamos para confirmar as suspeitas clínicas e hipóteses de diagnóstico, adequando o paciente à terapêutica proposta. A literatura é ampla no que diz respeito a testes de hemostasia por meio de diferentes métodos, contudo, não há estudos na literatura revista, que comparem o tempo de sangramento pelo método de Ivy com o tempo
more » ... e sangramento aferido na mucosa bucal. Propusemos neste estudo, a avaliação da técnica de aferição do tempo de sangramento na mucosa bucal e comparámos com o tempo de sangramento pelo método de Ivy convencional, em pacientes com história de diátese hemorrágica relacionada com procedimentos cirúrgicos anteriores. Tais pacientes apresentaram-se no ambulatório de Cirurgia da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo com a necessidade de procedimentos de cirurgia oral menor. Foi realizado o tempo de sangramento pelo método de Ivy previamente ao teste do tempo de sangramento da mucosa bucal em 30 pacientes. Os resultados avaliados pelo teste de KOLMOGOROV-SMIRNOV seguiram uma distribuição normal em ambas as variáveis (p>0,15). O tempo médio de sangramento na pele e na mucosa bucal foi de 295 segundos e 291 segundos respectivamente, demonstrando semelhança entre os tempos aferidos. Concluiu-se que o tempo de sangramento da mucosa bucal não apresentou diferença estatística quando comparado com o tempo de sangramento de Ivy (p=0,755). Abstract: Surgical procedures must be preceded by an accurate evaluation of the local and systemic health status and complementary exams can confirm or not clinical suspect and diagnosis hypothesis in order to adequate the patient to the proposed surgical treatment. The literature is generous with respect of hemostasia tests employing several methodologies although there are not studies that compare the Bleeding Time Test by Ivy's method with bleeding time accessed at the oral mucosa. We propose at this study the evaluation of a bleeding time method in the oral mucosa comparing the results with the conventional Ivy's test in patients with bleeding disorders history in past surgical procedures. The patients were those attending the Oral Surgery Clinic of the Dental School of University of São Paulo which underwent oral minor surgery. The Ivy's Bleeding time test was previously obtained before the evaluation of the bleeding time of the mucosa in 30 patients. It was concluded that the bleeding time of the mucosa did not present statistical difference when compared to the Ivy's test (p=0,755). The results evaluated by KOLMOGOROV-SMIRNOV's method followed a normal distribution in both samples (p>0,15) and the mean bleeding time at the skin and at the oral mucosa was 295 seconds and 291 seconds respectively showing similarity between the groups.
doi:10.1016/s1646-2890(07)70067-5 fatcat:eenzijcblfftlpxgg57vtb2tri