Tradução: da transparência à opacidade, da metalinguagem à alteridade

Paula Ávila Nunes, Valdir Do Nascimento Flores
2019 Gragoatá  
Este texto apresenta uma proposta teórica de entendimento da tradução com base na articulação de três noções fundamentais do campo dos estudos da linguagem: opacidade, enunciação e alteridade. A abordagem da opacidade é feita com inspiração em Récanati (1979), bem como em seu correlato teórico, a noção de transparência, no quadro de uma discussão acerca do signo linguístico e do enunciado. A alteridade, por seu turno, é apresentada como uma noção implicada na ideia de opacidade, o que configura
more » ... de, o que configura uma alteração da proposta original de Récanati. Por fim, a enunciação é vista pela ótica de Benveniste (1989; 1995), cuja teorização sobre metalinguagem e sobre o duplo universo de significância da língua, que a singulariza em relação a outros sistemas semiológicos, é incorporada à digressão sobre os outros dois conceitos que embasam este estudo. Partindo-se dessas três noções, estuda-se a tradução intra e interlinguística (JAKOBSON, 2003) tendo por hipótese de que a tradução, em sentido lato, se configura como um problema de linguagem particular, que tem a especificidade de instaurar uma radical alteridade (com o outro, com a outra língua, com a língua do tradutor). A conclusão encaminha uma discussão a respeito de aspectos antropológicos gerais envolvidos na tradução, quando olhada pelo viés dos estudos enunciativos da linguagem.
doi:10.22409/gragoata.v24i49.34102 fatcat:neiig3yrxffy7caks3mt3aumcy