Avaliação energética, econômica e socioambiental de alternativas para sistemas de transportes urbanos coletivos a partir do modelo de apoio multicritério à decisão [thesis]

Guilherme Pedroso
DEDICATÓRIA Aos meus pais, Alcides e Anna Maria. À minha esposa e filhos, Benedita, Felipe e Henrique. AGRADECIMENTOS Agradeço ao Prof. Dr. Célio Bermann pela orientação e atenção recebidas em valiosas discussões e revisões efetuadas ao longo da realização da pesquisa. Agradeço a todos os convidados que participaram da pesquisa de preferência pelos critérios e subcritérios. Agradeço aos professores do Programa de Pós-Graduação em Energia do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São
more » ... Universidade de São Paulo (IEE-USP) pelo apoio recebido. Agradeço às Sras. Maria de Fátima, Maria da Penha, Juliana, Julia e Adriana pela atenção recebida junto ao serviço de Biblioteca e à Secretaria do Programa de Pós Graduação em Energia do IEE-USP. Agradeço à Sra. Andressa Mariano Gonçalez pela revisão e formatação do texto final. Agradeço, enfim, a todos que, direta ou indiretamente, contribuíram para a realização desta pesquisa. EPÍGRAFE Regra I: Os estudos devem ter por finalidade a orientação do espírito, para que possamos formular juízos firmes e verdadeiros sobre todas as coisas que se lhe apresentam. Regra II: Convém lidar exclusivamente com aqueles objetos de cujo conhecimento certo e indubitável o nosso espírito é capaz de alcançar. Regra III: Acerca dos objetos considerados, deve-se investigar não o que os outros pensaram ou o que nós próprios suspeitamos, mas aquilo do que podemos ter uma intuição clara e evidente, ou que podemos deduzir com certeza, pois de outro modo não se adquire ciência. Regra IV: O método é necessário para a procura da verdade. Regra V: Todo método consiste na ordem e disposição das coisas, para as quais é necessário dirigir a agudeza do espírito para descobrir a verdade. Observaremos isso fielmente, se reduzirmos gradualmente as proposições complicadas e obscuras a outras mais simples, e se depois, partindo da intuição das mais simples, tentar nos elevar pelos mesmos graus ao conhecimento de todas as outras. Regra VI: Para distinguir as coisas mais simples das mais complicadas e prosseguir ordenadamente na investigação, convém, em cada série de coisas em que deduzirmos diretamente algumas verdades de outras, observar qual a mais simples e como todas as outras estão mais, menos, ou igualmente afastadas. Regra VII: para completar a ciência, é preciso examinar com um movimento contínuo e jamais interrompido do pensamento todas e cada uma das coisas que se relacionam com o nosso propósito e reuni-las em uma enumeração suficiente e ordenada. Regra VIII: se na série das coisas a investigar alguma coisa que nosso entendimento não possa intuir suficientemente bem, é preciso deter-se ali, sem examinar as demais que se seguem, evitando assim um trabalho supérfluo. Regra IX: é necessário dirigir toda a força do espírito às coisas menos importantes e fáceis e deter-se nelas tempo suficiente, até acostumar-se a ver a verdade por intuição de modo claro e distinto. Regra X: Para que o espírito se torne sagaz, deve exercitar-se em investigar as mesmas coisas que já foram encontradas por outros e em percorrer com método todos os artifícios dos homens, e, sobretudo aqueles que manifestam ou supõem. Discurso do Método para Bem Dirigir a Própria Razão e Buscar a Verdade nas Ciências Extrato da Segunda Parte -Regras para a Direção do Espírito René Descartes (1596 -1650) RESUMO PEDROSO, Guilherme. Avaliação energética, econômica e socioambiental de alternativas para sistemas de transportes urbanos coletivos a partir do modelo de apoio multicritério à decisão. 2017. 349 f. Tese (Doutorado em Ciências) -Programa de Pós-Graduação em Energia -Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Essa pesquisa tem como foco a tomada de decisão para a escolha de modais de transporte urbano coletivo e analisa os desempenhos operacionais e funcionais dos sistemas Bus Rapid Transit (BRT), Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e Monotrilho. Um modelo de apoio multicritério à decisão (AMD) em cenários complexos é utilizado na análise e tem como dados de entrada as preferências subjetivas de agentes de decisão (stakeholders) e os desempenhos objetivos e subjetivos dos três modais com relação a um sistema de cinco critérios e 22 subcritérios. Tal sistema cobre os eixos de eficiência energética, custo, viabilidade econômica e financeira, qualidade da viagem e impactos ambientais. Stakeholders selecionados com perfis de operador, vizinho, usuário, fornecedor de equipamentos e serviços e consultor em transportes urbanos atribuem suas preferências, pontuando-as em escala numérica de 1 a 9. Visando a aplicação do modelo na região da cidade de São Paulo, foram coletadas 138 opiniões de preferências através de formulários de avaliação e entrevistas conduzidas nessa região. Cada um dos três modais, após ser configurado para atender aos requisitos operacionais e funcionais do serviço de transporte definido por uma unidade funcional comum, tem os seus desempenhos com relação ao mesmo conjunto de critérios e subcritérios pontuados em uma escala numérica. Um índice global (IG), que define a prioridade de cada alternativa, é obtido pela agregação das preferências e desempenhos com uma função aditiva. O modelo foi aplicado em um estudo de caso que simulou a operação dos três modais no trecho entre as estações Vila Prudente e São Mateus da Linha 15 do Metrô de São Paulo, cujos requisitos definiram a unidade funcional. Dentro dos limites e premissas estabelecidas para o estudo de caso, os índices globais calculados indicaram a preferência pelo modal Monotrilho, seguido, na ordem, pelo VLT e BRT. Palavras-chave: Transporte Urbano Coletivo. Modais BRT, VLT e Monotrilho. Apoio Multicritério à Decisão. Critérioseficiência energética e aspectos socioambientais. ABSTRACT PEDROSO, Guilherme. Energy, economic and socio-environmental evaluation of alternatives for urban transport systems based on the multicriteria decision support model. 2017. 349 f. Tese (Doutorado em Ciências) -Programa de Pós-Graduação em Energia -Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. This research focuses on decision-making support methods to choice public urban transport modes and analyzes the operational and functional performances of the Bus Rapid Transit (BRT), Light Rail Transit (LRT) and Monorail systems. A multicriteria decision aided model (MDAM) in complex scenarios is used in the analysis and has as input data the subjective preferences of stakeholders and the objective and subjective performances of the three modalities in relation to a set of five criteria and 22 subcriteria. This system covers the axes of energy efficiency, cost, economic and financial feasibility, travel quality and environmental impacts. Stakeholders selected with profiles of operator, neighbor, user, equipment and service provider and consultant in urban transport assign their preferences, scoring them on a numerical scale from 1 to 9. In order to apply the model in the region of the city of São Paulo, 138 opinions were collected through evaluation forms and interviews conducted in that region. Each of the three modes, once configured to meet the operational and functional requirements of the transport service defined by a common functional unit, has its performances against the same set of criteria and subcriteria scored on a numerical scale. A global index (GI), which defines the priority of each alternative, is obtained by aggregating the preferences and performances according to an additive function. The MDAM model was applied in a case study that has simulated the operation of the three transport modalities in the stretch between the stations Vila Prudente and São Mateus of the Line 15 of the São Paulo Metro, whose general requirements did define the functional unit of the case. Within the limits and assumptions defined for the case study, the calculated global indices indicated the first preference for the Monorail modal, followed, in sequence, by the LRT and BRT.
doi:10.11606/t.106.2018.tde-22022018-171520 fatcat:7gp5kb5cbrfarbs7buexbb6pc4