A IRMANDADE DE NOSSA SENHORA DO .ROSARIO D O S PRETOS DO PELOURINHO

Carlos Ott, Fedelu Universidme, Da
unpublished
BAHU Estou terminando um livro pari a DPHAN com o titulo O Pelouri-nho da Bahia e suas Igrejas (Nossa Senhora d o Rosdrio dos Pretos; Passo e São Domingos). Como em todos os outros livros que escrevi, nos filtimos anos, para o Serviço do Patrimdnio Histórico e Artístico Nacional, o tema princiwl sempre é a história da arte na Bahia; contudo, no decorrer das pesquisas sempre aparecem assuntos de ordem etnológica e social. Se qui-séssemos pesquisar assuntos dêste gênero, seria difícil encontrar
more » ... difícil encontrar documen-tos suficientes para uma monografia desta ordem. Reunindo, porém, os elementos esparsos ao longo do caminho de uma pesquisa sôbre a evolu-ção artistica, a interpretação etnológica sempre permite elucidar proble mas importantes. Não é sem razão que alguns etnhloges eetwddm-nas a histór~a da arte de um povo para acompanhar sua evoIqSe cultural. E o que estamos fazendo, desde vinte anos, a serviço da DPHAN. Ainda não está publicada muita coisa devido à inflação galopante dos iIltimos anos; mas já se deu à luz um livro &bre a Santa Casa e monografias a r e dois fortes e um pintor. Outros três livro$ e uma monografia estão esperando pela publicação, para falar apenas de, trabalhos entregues à DPHAN,. ..-No presente artigo quero realçar o papel das Irmandades de Nossa Senhora do Rosário na aculturação dos negros na Bahia. Já que estas irmandades de gente de c8r eram compostas quase exclusivamente de analfabetos, seus arquivos são paupérrimos4 O da Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos do Pelourinho B dos m a i s ricos em papéis velhos. E já que encontrei outros documentos importantes sobre esta ir-mandade em outros arquivos, pude reconstituir a construção & sua igreja e acompanhar a aculturação dos seus irmãos mais do que isso seria possivel em outras irmandades desta invocação. Até hoje não está estudado o papel social das irmandades baianas. Entretanto, já possuimos conhecimentos bastante amplos d b r e sua contribuição positiva ou negativa na evoluçã~ da arte na Bahia. Quando observamos certo atraso cultural na decoração das igrejas baianas, sem-pre há a tendência de atribuir a culpa disso aos artistas que trabalharqa na Bahia e não tinham passado por escoh profissionais. Verificatnos, porém, em muitos casos que cabe frequentemente maior culpa aos me
fatcat:75yo3csorzau3k74jhk6ct2v5y