CARACTERÍSTICAS PRODUTIVAS E COMERCIAIS DE CORDEIROS DA RAÇA CORRIEDALE CRIADOS EM DISTINTOS SISTEMAS NUTRICIONAIS

Rodrigo Jardim, José Osório, Carlos, Nelson Oliveira, Maria, Pedro Osório
2000 Rev. Bras. de AGROCIÊNCIA v   unpublished
Federal de Pelotas, RS, em sua fase laboratorial. Foram utilizados 51 cordeiros, não castrados da raça Corriedale criados em três diferentes sistemas, caracterizados da seguinte forma: Sistema 1→ 14 cordeiros criados em pastagem nativa, com predominância de Paspalum notatum Flügge e Axonopus affinis Chase, desmamados com 70 dias e abatidos com 138 dias de idade. Sistema 2→ 27 cordeiros criados em pastagem cultivada, composta por aveia, trevo branco e cornichão, desmamados com 52 dias e abatidos
more » ... 52 dias e abatidos com 125 dias de idade. Sistema 3→ 10 cordeiros criados em confinamento, com alimentação a base de concentrado, desmamados com 60 dias e abatidos com 110 dias de idade. O critério para abate foi por apreciação visual do tamanho dos cordeiros. O estudo objetivou avaliar comparativamente a morfologia e características produtivas e comerciais dos cordeiros criados nos três diferentes sistemas. Por covariância foi retirado o efeito idade de abate. O sistema de criação afetou significativamente a morfologia "in vivo" e na carcaça dos cordeiros. Quanto a morfologia "in vivo", os cordeiros do sistema 2 foram superiores, com exceção para a conformação, altura e comprimento da perna, que não diferiram significativa entre os três sistemas. Para a morfologia na carcaça, os cordeiros criados no sistema 2 apresentaram medidas superiores aos criados nos sistemas 1 e 3, apresentando um melhor estado de engorduramento e, a conformação não diferiu significativamente entre os sistemas 1 e 3. As características produtivas e comerciais, também foram afetadas significativamente pelo sistema de criação, exceção para quebra ao resfriamento. Os cordeiros do sistema 2 apresentaram maiores pesos de abate, carcaça quente e fria, e maiores rendimentos de carcaça. Conclui-se que o sistema de criação influí sobre a morfologia e características produtivas e comerciais em cordeiros Corriedale. Palavras-chave: Características da carcaça, carne, ovinos, sistema nutricional, sistema de criação. ABSTRACT PRODUCTIVE AND COMMERCIAL CHARACTERISTICS FROM CORRIEDALE MALE LAMBS RAISED IN DISTINCT NUTRITIONAL SYSTEMS. The work was carried out at the Centro de Pesquisa de Pecuária dos Campos Sulbrasileiros (Embrapa Pecuária Sul), Bagé, RS (field phase) and at the Departamento de Zootecnia of Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, RS (laboratorial phase). Fifty one non-castrated Corriedale male lambs were employed to examine the effect of distinct nutritional systems on "in vivo"and carcass morphology, as well as carcass commercial and productive characteristics. Animals, management and raising systems were: 1) Fourteen male lambs, weaned at 70 days and slaughtered at 138 days of age, grazing on native pasture (mainly composed by Paspalum notatum Flügge and Axonopus affinis Chase); 2) Twenty seven male lambs, weaned at 52 days and slaughtered at 125 days of age, grazing on winter/spring improved pasture and 3) Ten male lambs, weaned at 60 days and slaughtered at 110 days of age, in confinement fed with concentrate. The raising system significantly affected "in vivo" and carcass morphology. Except for conformation, height and leg lenght, which was similar among systems, lambs from system 2 were superior in all other traits. Regarding carcass morphology, lambs from system 2 showed superior measurements, having the best fat content. Carcass conformation did not differ among systems 2 and 3. Except for cooling losses, both productive and commercial characteristics were affected by the raising system. Lambs from system 2 showed higher slaughtering weight, carcass yield and heavier hot and cold carcass. Thus, it can be concluded that the raising system significantly influenced on morphology and both productive and commercial characteristics of Corriedale male lambs. INTRODUÇÃO Para que haja um incremento na produção de carne ovina, é necessário buscar alternativas que visem melhorar o aporte nutricional dos cordeiros, principalmente no inverno, visto que nesta época geralmente ocorre deficiência na produção e qualidade da forragem nativa disponível nos campos. O confinamento e a utilização de pastagens cultivadas podem ser vistos como alternativas para a terminação de cordeiros, fazendo com que estes animais atinjam o peso ideal para o abate em menores tempos, e consequentemente, ter-se-á um produto de qualidade a ser ofertado em outra época ou ampliando a época de oferta de carne de cordeiro de qualidade. A idade é um fator muito relacionado ao peso e a condição corporal, cordeiros com maior idade têm pesos de abate mais elevados, e com isso há um aumento do peso de carcaça, portanto é esperado que a uma maior idade, a partir de determinado momento, os rendimentos de carcaça aumentem (SOLOMON et al., 1980) . Rendimento de carcaça é uma característica diretamente relacionada a produção, e que pode variar de acordo com fatores intrínsecos (base genética, sexo, peso, idade) e extrínsecos (ALIMENTAÇÃO, jejum, transporte) (SAÑUDO & SIERRA, 1993; OSÓRIO et al., 1996) . Portanto, buscar a idade ou peso de abate em que os rendimentos de carcaça sejam economicamente os mais indicados para ovinos é de grande valia para a otimização dos sistemas de criação e na comercialização dos animais para o abate. Porém, nem sempre carcaças com maiores rendimentos são as melhores, e isso se deve a um excessivo teor de gordura devido a idade e pesos elevados. A conformação ou morfologia da carcaça é utilizada na maioria dos sistemas de avaliação de carcaças, influindo na formação dos preços (FLAMANT e BOCCARD, 1966). É critério de qualidade, por que carcaças bem conformadas adquirem preços superiores na comercialização quando comparadas a carcaças mal ou deficientemente conformadas (COLOMER, 1986) . Entretanto outros critérios também são levados em consideração, como peso de carcaça e estado de engorduramento, de maneira que no mercado espanhol e em outros mediterrâneos a conformação passa a um segundo 239
fatcat:q7iuyxlnhffrlhp5ffgrrn7xsi