BALZAC E TOCQUEVILLE: A MUDANÇA SOCIAL NA FRANÇA REVOLUCIONÁRIA

Sara Cordeiro
2007 unpublished
RESUMO: Este ensaio pretende abordar, respectivamente, a produção artística e intelectual de Honoré de Balzac e Alexis de Tocqueville com relação à realidade social e histórica em que foram produzidas. Em se tratando de dois grandes nomes da intelectualidade francesa, cujas dimensões das suas obras extrapolariam os limites de um texto dessa natureza, pretendemos apenas indicar, a título de sugestão, alguns pontos relevantes de proximidade no pensamento desses dois autores no que concerne à
more » ... que concerne à mudança social na França no período revolucionário (1789-1848). PALAVRAS-CHAVE: Balzac. Tocqueville. França (1789-1848). Pensamento social. Democracia. Instituições. Introdução O período em que viveram Balzac e Tocqueville foi marcado por uma sucessão de golpes e revoluções políticas com forte impacto na estrutura social. De 1789 a 1848, a França foi sacudida por violentas manifestações e alternância de regime político. A emergência da burguesia, assinalada pela Revolução de 1789; o império napoleônico e a nova nobreza militar; a Restauração, marcada pelo reacionarismo de Carlos X; a vitória orleanista em 1830 e, fi nalmente, a ascensão e consolidação de uma burguesia em 1848, são os marcos das sucessivas mudanças a que nos referimos. Essas crises estavam ligadas à decadência de um modelo político-econômico, que na Inglaterra teve início um século antes, repercutindo por toda a Europa, mas principalmente pela forma violenta que teve, na França. Com base nesses acontecimentos, gostaríamos de analisar como o "externo", ou seja, a realidade social vivida e observada se converte em objeto por excelência de suas obras.
fatcat:7bpnl2ma2bbkfm2e24baszhtgm