Retração palpebral em infra-dextra-versão: relato de caso

Maria Rosa Bet de Moraes Silva, Felipe Jorge Heimbeck, Margareth Tiemi Furuya, Silvana Artioli Schellini
1999 Arquivos Brasileiros de Oftalmologia  
RESUMO Apresentamos uma paciente de 3 anos e 6 meses, ortofórica, com função do músculo levantador normal, portadora de retração da pálpebra superior direita quando olha em infra-dextro-versão, es tando deitada. A retração palpebral não é desencadeada com nenhu ma outra manobra. São discutidas as causas possíveis para a retração palpebral. Palavras-chave: Retração palpebral; Posição da pálpebra. INTRODUÇÃO A retração palpebral é muito menos freqüente que a ptose palpebral. Pode ser decorrente
more » ... de ser decorrente de várias causas, como as alterações tireoideanas 'º e a síndrome sincinética trigêmeo-oculomotor 6. Apresentamos uma criança portadora de retração da pálpebra superior direita desencadeada em infra-dextro-versão, estando a criança deitada. Este é o primeiro caso relatado na literatura nacional e o segundo da literatura mundial, tendo sido o primeiro descrito por Hwang et al 7. RELATO DO CASO KAO, feminina, branca, 3 anos e 6 meses, procurou o Serviço de Oftalmologia da Faculdade de Medicina de Botucatu por ter a mãe notado alteração da posição da pálpebra superior quando a criança passa da posição supina para a deitada. O fenômeno ocorre na pálpebra superior direita; foi notado desde os 9 meses de idade e tem se mantido estável. A criança nasceu de parto normal, gravidez e parto sem intercorrências e é saudável. Ao exame ocular: acuidade visual 20/20 em ambos os olhos, ortofórica em todas as posições do olhar, pálpebras normalmente posicionadas em posição primária do olhar e nas posições diagnósticas (Figura 1), com função do músculo levantador da pálpebra normal. A pálpebra superior direita se retrai, posicionando-se acima do limbo superior, quando a crian ça, deitada, olha em infra-dextro-versão (Figura 2). Não existe retração da pálpebra com nenhuma outra manobra. COMENTÁRIOS O movimento da pálpebra superior é conseqüência de 3 forças ativas: 2 músculos esqueléticos e 1 músculo liso. A elevação da pálpebra superior é provocada principalmente pelo músculo (M) levantador da pálpebra. O M
doi:10.5935/0004-2749.19990036 fatcat:r536w36rhbdmzf3k7dmsxj7mo4