Prevalência e posição de caninos superiores impactados e sua relação com reabsorção radicular

Eduardo Peterini Alves, Anelise Fernandes Montagner, Simone Pippi Antonizazzi, Luiz Felipe Durand Oliveira
2014 Revista da Faculdade de Odontologia (Universidade de Passo Fundo)  
Introdução O processo de erupção dental e o movimento do dente à posição funcional final na cavidade oral depende de uma série de eventos 1 . Por razões multifatoriais, quando chegada a época de erupção, o dente pode ficar recluso parcial ou totalmente no interior do osso, com manutenção ou não da integridade do saco pericoronário, caracterizando-se como dente retido/incluso (dente intra-ósseo ou submucoso) ou impactado (dente obstruído por algum objeto) 2 . Dentre os dentes mais acometidos por
more » ... mais acometidos por essa anomalia, encontram-se os terceiros molares e os caninos permanentes 3 . A abordagem do estudo dos caninos inclusos tem grande relevância na Ortodontia, considerada a grande preocupação em tracionar ortodonticamente o canino retido, pela importância estratégica desse dente no arco dentário, devido sua função nas relações oclusais e estéticas. O diagnóstico e a intervenção precoces, quanto a essa anomalia, podem reduzir, ou evitar, possíveis complicações tardias 4 . Como fatores gerais, a literatura aponta como principais causas de retenção de caninos os fatores hereditários, a raça, os distúrbios endócrinos e as síndromes com má-formação craniofaciais. Como causas locais, os seguintes fatos são relatados: tra-Objetivo: este estudo teve como objetivo avaliar a posição e a prevalência de caninos maxilares inclusos superiores bem como a presença de reabsorção radicular em dentes adjacentes. Materiais e método: foram examinadas 372 radiografias panorâmicas, de pacientes entre 13 e 50 anos de idade, realizadas, entre os anos de 2008 e 2013, em duas instituições de ensino. As radiografias foram examinadas por um único avaliador, com o auxílio de negatoscópio e lupa com diâmetro de 90 mm e aumento de 2,5 vezes. Os dados foram submetidos à análise estatística pelo teste Qui-Quadrado (α = 5%). Resultado: foram encontradas um total de 13 radiografias com presença de caninos superiores inclusos, portanto, uma prevalência de 3,5%. A idade foi um fator que, estatisticamente, influenciou na presença de caninos inclusos (p = 0,040), sendo mais prevalente em pacientes com idade de 13 a 30 anos do que em pacientes de 31 a 50 anos. A retenção de caninos foi mais recorrente no gênero feminino, porém, sem significância estatística (p = 0,163). A reabsorção do dente adjacente ocorreu em 15,4% dos casos. Conclusão: a prevalência de caninos inclusos foi dependente da idade, a qual influenciou a presença de caninos inclusos, e a posição mésio-angulada foi predominante em todos os casos. Palavras-chave: Dente canino. Dente não erupcionado. Reabsorção da raiz.
doi:10.5335/rfo.v19i2.3755 fatcat:conqtz4dvzaoznltxjv67s3lmi