OS SINAIS DE LETRAS NA LIBRAS: COLONIZAÇÃO OU LÍNGUAS EM CONTATO? SIGNS OF LETTERS IN LIBRAS: COLONIALISM OR LANGUAGES IN CONTACT?

Nelson Castro, Geisielen, Santana Valsechi, Luiz, Carlos Barros De Freitas
unpublished
Resumo: Este é um estudo que propõe uma reflexão a partir das discussões bastante polarizadas em diversas comunidades surdas desta segunda década do milênio sobre a existência dos sinais produzidos em línguas de sinais (LS) com letras do alfabeto como produto da influência das línguas orais (LO) como línguas hegemônicas e colonialistas (FREITAS, 2009, 2013) e, de outro lado, como resultado do fenômeno de línguas em contato (RODRIGUES et al, 2014). Baseia-se nos dados gerados em narrativas
more » ... em narrativas (FABRÍCIO et al in PEREIRA, 2009) de seis surdos brasileiros jovens, acadêmicos e usuários da Libras 1 e um surdo adulto francês, professor universitário e usuário da LSF 2. O estudo faz uma análise micro etnográfica (GARCEZ et al, 2014) de abordagem metodológica qualitativa e interpretativa (SILVERMAN, 2011). Os resultados demonstraram a qualificação do discurso surdo da atualidade e que o uso de letras nos sinais das línguas de sinais pode representar, em alguma medida, uma contribuição para o aprofundamento da construção do conhecimento surdo. Palavras-chave: Libras. Colonialismo linguístico. Línguas em contato. Abstract: This paper proposes a reflection from quite polarized discussions into many deaf communities of this second decade of the millennium about the existence of signals produced in Sign Languages with letters from the alphabet as a product of the influence of the oral languages as hegemonic and colonialist languages (FREITAS, 2012) or as a result of languages in contact social phenomenon (RODRIGUES et al, 2014). The study is based on data generated in narratives (FABRICIO et al in PEREIRA, 2009) of seven young Brazilian academic deaf users of Brazilian Sign Language and one deaf French adult teacher, with a microetnografic analysis (GARCEZ et al, 2014) and qualitative and interpretative methodological approach (SILVERMAN, 2011). The results has demonstrated the better qualification of the speech of the deaf today and also that the use of letters in some signs of Sign Languages can represent, to some extent, a contribution to the deepening of the construction of knowledge by the deaf people.
fatcat:2bfnhtqjhba2njpeiokr6jmedq