Comportamento sexual de idosos e as vulnerabilidades às infecções sexualmente transmissíveis

Elizabeth Rose Costa Martins, Eliane de Lira Goulart Caminha, Cristiane Maria Amorim Costa, Beatryz Portella da Silva Correia, Thelma Spindola, Raquel de Almeida Ramos Figueiredo, Karoline Lacerda de Oliveira, Andressa da Silva Medeiros, Fabiana Cristina Silva da Rocha, Julia Sousa Martins de Almeida
2020 Research, Society and Development  
Objetivos: descrever as práticas sexuais de idosos do gênero masculino discutir suas vulnerabilidades às Infecções Sexualmente Transmissíveis. Metodologia: estudo descritivo, exploratório com abordagem qualitativa realizado em um hospital universitário no município do Rio de Janeiro com 30 idosos entre novembro de 2018 a janeiro de 2019, através de entrevista semiestruturada. Os dados foram analisados através da técnica de análise de conteúdo. Resultados e Discussão: A análise apontou 2
more » ... e apontou 2 categorias: As práticas sexuais dos idosos e Vulnerabilidades dos idosos as infecções sexualmente transmissíveis. Verificou-se que, apesar dos idosos possuírem vida sexualmente ativa, existe uma lacuna de conhecimento sobre a transmissão e estratégias de prevenção das infecções sexualmente transmissíveis. Este desconhecimento aumenta a vulnerabilidade individual que se refere, a informações e condutas ou práticas protetoras, dando destaque ao viés comportamental e racional, ancorado em relacionamentos intersubjetivos. Considerações Finais: Torna-se relevante estabelecer ações de educação em saúde para o idoso, voltadas a incorporação de uma prática sexual segura, baseada na desmistificação de informações, quanto a capacitação dos profissionais de enfermagem, buscando desconstruir a cultura que a prática sexual não é realizada em idosos.
doi:10.33448/rsd-v9i11.9641 fatcat:lbutipqvp5gwta2xraflo5da3a