Cirurgia Pediátrica - Especialidade de pequenos pacientes e grandes desafios

Uenis Tannuri
2012 Revista de Medicina  
S e m d ú v i d a a l g u m a , e n t r e t o d a s a s especialidades médicas, a cirurgia pediátrica é aquela que tem maior campo de atuação, tanto no que diz respeito ao tipo de segmento corpóreo acometido, como na idade e porte dos pacientes. Inicia seu campo de atuação no período ante-natal, em que o cirurgião pediatra é elemento integrante dos grupos de medicina fetal, destinados ao amplo estudo das patologias fetais. Após o nascimento, a ampla variedade de patologias que o recém-nascido
more » ... e o recém-nascido pode ser vítima, tanto congênitas como aquelas adquiridas já nas primeiras horas ou dias de vida, são de competência do cirurgião pediatra. Durante todo o crescimento da criança até a adolescência, uma enorme variação de doenças de caráter cirúrgico será tratada pelo cirurgião pediatra que passa a ser, muitas vezes, um verdadeiro consultor da família quanto aos problemas da criança. É fácil imaginar a gratidão que uma família passa a dedicar ao médico que lhe salvou da morte certa um recém-nascido com uma determinada doença cirúrgica incompatível com a vida, como por exemplo, a atresia do esôfago! Nos últimos anos, com os notáveis avanços da medicina, os desafios que o cirurgião pediatra se depara têm sido cada vez maiores. Com a obtenção do sucesso crescente das técnicas de fertilização in vitro, a ocorrência de gestações bem sucedidas com gemelaridade múltipla, como trigêmios e tetragêmeos, tem sido observada com recém-nascidos cujo peso muito baixo constitui um verdadeiro desafio aos neonatologistas. Crianças com peso ao nascer inferior a 1 kg, até duas décadas atrás tinham poucas chances de sobrevida. Nos dias de hoje, com os modernos aparelhos de respiração assistida e os recursos das unidades de terapia intensiva neonatal, as taxas sobrevida destas crianças aproxima-se de 80%. Cabe ao cirurgião pediatra resolver todas as intercorrências de caráter cirúrgico que possam advir. Acrescente-se a isto as afecções cirúrgicas congênitas do aparelho digestório ou respiratório que estes recém-nascidos possam apresentar. Seria inimaginável que um recém-nascido pré-termo extremo com peso de 540 gramas, portador de grave atresia do esôfago com fístula distal para a traquéia, tratado por este professor, tivesse alguma perspectiva de sobrevida. Esta criança, atualmente com 8 anos de idade, é absolutamente normal, com nível de intelecto normal, atestado por estudar no segundo ano e ser a melhor aluna de sua turma!!! O Serviço de Cirurgia Pediátrica do Instituto da Criança do HC-FMUSP, local de atuação médica da Disciplina de Cirurgia Pediátrica e Transplante Hepático da FMUSP, apresenta algumas peculiaridades que o distinguem entre os maiores do mundo, não só pelo grande número de atendimentos, mas também pela complexidade dos casos ali tratados. Relaciono aqui nossos campos de atuação: medicina fetal, cirurgia neonatal, afecções cirúrgicas do aparelho digestório e respiratório, afecções urológicas, afecções cirúrgicas da cabeça e pescoço, neoplasias benignas e malignas, tratamento pré-operatório de crianças candidatas ao transplante
doi:10.11606/issn.1679-9836.v91i0p18-19 fatcat:fdtmm3uswzgwbhztzg6rfdkqtu