Transfomações musicais e religiosidades no Chaco argentino: à procura da coerência do movimento

María Eugenia Domínguez
2007 Religião e Sociedade  
Poucos capítulos da etnologia e da antropologia social foram dedicados às práticas musicais dos indígenas argentinos. Sobre a musicalidade dos índios da região do Chaco sabemos pouco; sobre a música evangélica dos indígenas -que vem ganhando espaço desde a década de 1940, na Argentina -não sabíamos quase nada. É muito bem-vinda, portanto, a publicação do livro Paisajes sonoros de un mundo coherente. Prácticas musicales y religión en la sociedad wichí, de Miguel Angel García. A obra contempla
more » ... A obra contempla uma abordagem pouco freqüente na produção acadêmica argentina, embora amplamente desenvolvida -em seus diversos matizes -noutras latitudes. Paisajes sonoros de un mundo coherente inclui conceitos da antropologia da experiência, estudos de performance e análise do ritual, além de seguir a vertente dos estudos de performance em etnomusicologia que acompanharam o giro pragmático do folclore e da antropologia lingüística do final da década de 1960. Miguel Angel García, inspirado na antropologia musical
doi:10.1590/s0100-85872007000200010 fatcat:36jofmqyrvgopbezi3ln4b6z3q