Artigo Original Distribuição e produção científica dos grupos de pesquisa em endocrinologia e metabologia do exercício Distribution and scientific production of research groups in endocrinology and exercise metabolism

Juliano Guedes, Rafael Cândido, Alynne Andaki, Edmar Mendes
unpublished
RESUMO: Objetivo: Realizar levantamento nacional da distribuição geográfica e produção científica de Grupos de Pesquisa em Endocrinologia e Metabolismo do Exercício (GPEME). Materiais e Métodos: Realizou-se busca sistemática no banco de dados do Diretório de Grupos de Pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) pelo número de GPEME e pela produção científica do(s) seu(s) líder(es) no período de julho a agosto de 2012. Resultados: A região Sudeste apresentou
more » ... Sudeste apresentou maior concentração (66,7 %; n = 34) dos GPEME, seguida das regiões Nordeste com 15,7 % (n= 8), Sul 9,8 % (n = 5) e da região Centro-Oeste (7,8 %; n = 4). Não houve grupos atuantes na região Norte. Os GPEME encontrados na região Sudeste concentram 72,1 % (n = 3339) da produção científica nacional. Conclusão: Discrepâncias foram encontradas tanto na distribuição geográfica quanto na produção científica dos GPEME no Brasil, concentradas entre as regiões Sudeste e Sul e escassas no Norte. Palavras-chave: Grupos de Pesquisa; Endocrinologia; Metabolismo; Exercício. GUEDES JM, CÂNDIDO RF, ANDAKI ACR, MENDES EL. Distribuição e produção científica dos grupos de pesquisa em endocrinologia e metabologia do exercício. R. bras. Ci. e Mov 2013;21(4): 127-133. Abstract: Objective: To conduct a national survey of the geographical distribution and scientific production of Research Groups in Endocrinology and Exercise Metabolism (RGEEM). Methods: We carried out a systematic search in the database of the National Counsel of Technological and Scientific Development (CNPQ) Research Groups Directory by the numbers of RGEEM and by scientific production(s) of your leader(s) in the period from July to August, 2012. Results: The Southeast region had the highest concentration (67.7%, n = 34) of RGEEM, followed by the Northeast with 15.7% (n = 8), South 9.8% (n = 5) and Midwest (7.8 %, n = 4). There were no active groups in the North. The RGEEM found in Southeast region concentrated 72.1% (n = 3339) of national scientific production. Conclusion: Discrepancies were found in both geographical distribution and scientific production in Brazil GPEME, concentrated between the South and Southeast regions and scarce in the North.
fatcat:gla5kc43uvdjxgeiuon6gugpse