Autopercepção da capacidade mastigatória em indivíduos idosos

Safira Lince de Medeiros, Marília Pinheiro de Brito Pontes, Hipólito Virgílio Magalhães Jr.
2014 Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia  
INTRODUÇÃO: A mastigação desempenha importante papel na preparação do alimento e manutenção da atividade muscular necessária para outras funções do sistema estomatognático. No idoso, esta função pode sofrer mudanças decorrentes de alterações estruturais, morfológicas e bioquímicas. OBJETIVO: Estudar a capacidade mastigatória referida pelos idosos, elencando as dificuldades durante a mastigação. MÉTODOS: Trata-se de estudo observacional do tipo transversal com idosos de 60 anos de idade ou mais,
more » ... s de idade ou mais, em atendimento ambulatorial em hospital universitário. A coleta de dados foi realizada por meio da aplicação de questionário, contendo questões referentes ao processo de alimentação do idoso e sua capacidade mastigatória. Para fins de comparação entre alguns itens do protocolo e a capacidade mastigatória, esta última variável foi dicotomizada em "satisfatória" e "insatisfatória". Para essas análises, foi utilizado o teste Exato de Fisher, considerando o nível de significância de 5%. RESULTADOS: A amostra foi composta por 30 participantes, com idade média de 74,4 anos (+9,1). Verificou-se elevada perda dentária, o que se refletiu na alta frequência de idosos usuários de próteses. Quanto às dificuldades referidas sobre a mastigação, 46,7% estavam impossibilitados de comer algum alimento, 50% sentiam necessidade de ingerir líquidos durante a refeição, e os alimentos que representaram maiores dificuldades para mastigar foram: carne (53,3%), frutas e verduras cruas (46,7%) e cereais (40%). Quanto à autopercepção da capacidade mastigatória, 53,3% referiram como satisfatória e 46,6% como insatisfatória. Observou-se relação estatisticamente significante entre "autopercepção da capacidade mastigatória" e os alimentos referidos pela dificuldade ao mastigar (p≤0,001). CONCLUSÃO: A capacidade mastigatória autorreferida foi satisfatória em sua maioria e os alimentos sólidos mais duros apresentaram maiores dificuldades na mastigação.
doi:10.1590/1809-9823.2014.13150 fatcat:earmmbauk5a67dicp65brkibmq