Perspectivas futuras sobre participação social na ótica de adolescentes com paralisia cerebral e suas mães

Priscila Bianchi Lopes, Thelma Simões Matsukura
2018 Revista de Terapia Ocupacional da Universidade de São Paulo  
Objetivo: Conhecer as perspectivas futuras em relação a participação social de adolescentes com Paralisia Cerebral, sob a ótica dos próprios adolescentes e de seus familiares. Método: Trata-se de um estudo exploratório de abordagem qualitativa. Participaram 7 adolescentes com PC, com idade entre 11 e 17 anos, e suas mães. Foram utilizados, para a coleta de dados, dois roteiros de entrevista semiestruturada, um formulário de identificação e o GMFCS Sistema de Classificação da Função Motora
more » ... – Questionário do Relato Familiar. Os dados gerados a partir das entrevistas foram analisados através da metodologia do Discurso do Sujeito Coletivo. Resultados: Os principais resultados indicaram que os adolescentes desejam seguirem uma carreira profissional, continuarem estudando e estarem perto da família e de amigos. Em relação às mães, estas demonstraram preocupações com o surgimento de questões da adolescência, como o envolvimento com pares, namoros, questionamento das práticas parentais e autoafirmação e suas expectativas em relação ao futuro dos filhos como a independência financeira e autonomia. Conclusão: Compreende-se que a presente pesquisa fornece elementos para intervenções terapêuticas ocupacionais que visam a ampliação e o fortalecimento da participação social de adolescentes com PC.
doi:10.11606/issn.2238-6149.v29i1p19-26 fatcat:nhqwsk52cffltjlqa2gbo4bn2a