Análise de Seio Frontal para Uso em Identificação Humana

I. G. C. Caputo, F. B. Prado, V. F. Muglia
2015 Brazilian Journal of Forensic Sciences, Medical Law and Bioethics  
Resumo. Identificação é o conjunto de procedimentos diversos para individualizar uma pessoa ou objeto. A observação do padrão dos seios frontais é uma técnica utilizada para estabelecer a identificação de uma pessoa. As variações em tamanho, forma, simetria, bordas externas, presença e número de septos e células são únicos para cada indivíduo, sendo comparados através de radiografias de face antes e após a morte com a finalidade de equiparação e uma correta identificação do indivíduo.
more » ... ndivíduo. Entretanto, existem poucos estudos na literatura sobre o uso da tomografia computadorizada para esta finalidade, bem como uma padronização adequada de suas características para possível arquivamento e posterior levantamento. Foi realizado um estudo retrospectivo, onde foram realizadas aferições métricas e volumétricas em exames tomográficos nos três planos anatômicos. Tais medidas foram correlacionadas com sexo e idade, a fim de, estabelecer a influência destes no seio frontal. Para o estudo foram utilizados exames realizados previamente, sendo 49,8% feminino e 50,2% masculino, com idades de 7 a 66 anos. Encontramos 21,18% de agenesia, com maior incidência para o sexo feminino. O sexo masculino apresentou as maiores medidas e em relação à idade, não foi estabelecida influência nas aferições realizadas. Palavras-chave: Identificação humana; Tomografia computadorizada; Seios frontais. Abstract. Identification is the set of various procedures for identifying an object or person. The observation of the standard frontal sinus is one technique used to establish the identity Brazilian Journal of Forensic Sciences, Medical Law and Bioethics 5(1):42-52 (2015) 43 I. G. C. Caputo et al. of a person. The variations in size, shape, symmetry, outer edges , presence and number of septa and cells are unique to each individual , being compared by radiographs face before and after death for the purpose of equalization and a correct identification of the individual. However, there are few studies on the use of computed tomography for this purpose as well as an adequate standardization of its characteristics for possible filing and subsequent withdrawal. A retrospective study where metric and volumetric measurements were performed on CT scans in the three anatomical planes was performed. These measures were correlated with gender and age in order to establish the influence of age and gender in the frontal sinus. Tests previously performed, 49.8 % females and 50.2 % males, aged 7-66 years old were used. Aplasia were found in 21.18 %, with higher incidence in females. Regarding age has not been established influence on measurements taken.
doi:10.17063/bjfs5(1)y201542 fatcat:keckaqtebzhvbik7us3eckryme