AVALIAÇÃO DA REMOÇÃO DE ETANOL EM SOLUÇÕES HIDROALCOÓLICAS EMPREGANDO CO2 COMO GÁS DE ARRASTE

J. M. MORAES, J. L. S. SONEGO, A. C. BADINO, A. J. G. CRUZ
2017 Blucher Chemical Engineering Proceedings   unpublished
RESUMO -Esse trabalho avaliou o processo de remoção de etanol em soluções hidroalcoólicas empregando CO2 como gás de arraste. Um planejamento experimental estatístico do tipo Delineamento Composto Central Rotacional (DCCR) foi feito para três variáveis: a vazão específica de CO2 (ΦCO2), a concentração inicial de etanol no meio (CE0) e a temperatura da solução (T). O objetivo foi identificar qual(is) variável(is) seria(m) mais importante(s) no processo. Como variáveis respostas, foram calculados
more » ... s, foram calculados os valores das constantes de velocidade de remoção de etanol (kE) e de água (kW). Os resultados mostraram que a remoção de etanol foi favorecida com o aumento de ΦCO2 e T. Os maiores valores de kE e kW foram obtidos na vazão de 3,39 vvm e temperatura de 43,0ºC, na concentração inicial de etanol de 53,9 g•L -1 , sendo eles 0,155 h -1 e 0,0054 h -1 , respectivamente. Nessa condição, a operação de arraste por CO2 removeu 63,37 % da massa inicial de etanol da solução, apresentando potencial para ser aplicada em fermentações alcoólicas empregando leveduras termotolerantes com o objetivo de reduzir o efeito da inibição devido à alta concentraçaõ de etanol.
doi:10.5151/chemeng-cobeqic2017-260 fatcat:lvtlop6obrbz7mpkyoltcda6vi