II CONGRESSO DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS DO BRASIL CENTRAL ASSOCIAÇÃO DO TESTE DE EXPOSIÇÃO DE CURTA DURAÇÃO (STE) COM O TESTE DE PERMEABILIDADE E OPACIDADE DA CÓRNEA BOVINA (BCOP) PARA A AVALIAÇÃO DO POTENCIAL DE IRRITAÇÃO OCULAR DE PRAGUICIDAS RESUMO

Gabriel Teixeira, Rafael Ducas, Aline Batista, Marize Valadares
2015 unpublished
Introdução e objetivos: Os praguicidas, no Brasil, são submetidos a teste de toxicidade ocular com o uso de animais, a exemplo o Teste de Draize. Considerações do bem-estar animal e proibição de ensaios toxicológicos em animais para cosméticos, fomentaram a redução e substituição de experimentos em animais por métodos alternativos. Entretanto, somente um ensaio alternativo não pode substituir completamente o Teste de Draize. Neste contexto, o objetivo do trabalho foi avaliar o potencial de
more » ... o potencial de irritação ocular de 12 praguicidas, correspondente a 6 herbicidas, 3 inseticidas, 2 fungicidas e 1 acaricida, através da associação do Teste de Exposição de curta duração (STE) com o teste de permeabilidade e opacidade da córnea bovina (BCOP). Metodologia: O STE foi realizado de acordo com o Draft OECD de 2014¹. O BCOP foi realizado conforme o protocolo OECD 437 de 2013², seguido de análises histopatológicas com coloração hematoxilina e eosina. Os praguicidas classificados como irritante no STE foram submetidos ao BCOP. Resultados e discussões: Dos 12 praguicidas avaliados no STE, 4 foram classificados como Categoria 1 (irritante), 5 como incapaz de classificar e 3 como sem categoria (não irritante). No BCOP, 1 praguicida foi classificado como Categoria 1 (irritante) e 3 como nenhuma previsão pode ser feita (sem classificação neste método)³. Porém, nas análises histopatológicas foram observados que todos os praguicidas causaram danos a córnea. Conclusões: Portanto, o herbicida ariloxialcanóico, inseticida organofosforado, fungicida triazólico e inseticida biológico foram classificados como irritante no STE. E no BCOP somente o inseticida organofosforado foi classificado como irritante. A associação do STE com BCOP apresentou limitações na avaliação de toxicidade ocular de praguicidas. Agradecimentos: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
fatcat:ves3c35bnfd5vjwaphga4isin4