Satisfação com a Vida e Atitudes em Relação à Velhice de Idosos Frequentadores de Centros de Convivência em Função do Nível de Atividade Física

Daniel Vicentini de Oliveira, Jonatã Felipe Queiroz de Souza, Carla Thamires Laranjeira Granja, Mateus Dias Antunes, José Roberto Andrade do Nascimento Júnior
2020 Revista Psicologia e Saúde  
Estudo transversal, que teve como objetivo comparar a satisfação com a vida e as atitudes em relação à velhice de idosos frequentadores de centros de convivência em função do nível de atividade física (AF). Participaram 133 idosos, de ambos os sexos. Foi utilizado questionário sociodemográfico, o Mini Exame do Estado Mental, a Escala de Satisfação com a Vida, a Escala para Avaliação das Atitudes em Relação à Velhice e o Questionário Internacional de Atividade Física (International Physical
more » ... ional Physical Activity Questionnaire [IPAQ]), em sua versão curta. Os dados foram analisados por meio dos testes Kolmogorov-Smirnov e "U" de Mann-Whitney. Considerou-se um nível de significância de p < 0,05. Os idosos ativos fisicamente são mais satisfeitos com a vida (p = 0,013) e possuem mais sentimentos de apreensão quanto ao futuro em relação à velhice (p = 0,002) do que os idosos irregularmente ativos. Conclui-se que, para os idosos frequentadores do centro de convivência do município de Sarandi, Paraná, PR, a prática de AF é um fator interveniente para a maior satisfação com a vida.
doi:10.20435/pssa.v12i1.759 fatcat:qfciyt4icjgojgly7gbf2xuwka