Efeito do espaçamento de plantio em reflorestamentos II. Pinus taeda L. em Jaguariaíva-PR

Carlos Roberto Sanquetta, Ademir Lopes Mora, Regiane Borsato, Marcus Aurelius Sidoruk Vidal, Ana Maria Peixoto, Roberto Chiaranda
2003 Revista Acadêmica  
O presente trabalho foi realizado com a finalidade de se analisar o efeito de diferentes espaçamentos de plantio de Pinus taeda em um reflorestamento experimental, localizado no município de Jaguariaíva-PR. As variáveis analisadas para tal determinação foram: altura média, altura dominante, DAP, área transversal, área basal, volume cilíndrico individual e volume cilíndrico por hectare. Foi constatada a homogeneidade da variância para todas as variáveis por meio do teste de Bartlett. Os
more » ... rtlett. Os resultados mostraram que a altura não foi consideravelmente afetada pela densidade, nas idades de 42 e 83 meses. Foram observadas diferenças significativas nas idades intermediárias, mas estas não foram muito expressivas. Por outro lado, o DAP foi muito afetado pela densidade e as diferenças entre os tratamentos se tornaram mais notórias com o aumento da idade. A área basal por hectare diminuiu com o aumento do espaçamento em todas as idades, ao passo que a área transversal média aumentou com o espaçamento em todas as idades. O volume por hectare diferiu entre tratamentos com tendência de ser maior nos povoamentos mais densos, mas não se notou um modelo de variação muito claro entre as idades. O volume médio individual seguiu o mesmo padrão da área transversal individual. A análise destes resultados levou à conclusão de que, diferentemente das outras variáveis analisadas (relacionadas com o DAP), a altura não foi notadamente afetada pela densidade.
doi:10.7213/cienciaanimal.v1i1.14889 fatcat:izy36p7qwnae3ecpdhudfucyce