Brincar: reflexões a partir da neurociência para a consolidação da prática lúdica na educação infantil

Arnaldo Nogaro, Alessandra Tiburski Fink, Marta Regina Guerra Piton
2016 Revista Histedbr On-line  
O estudo "Brincar: reflexões a partir da neurociência para a consolidação da prática lúdica na educação infantil" resulta de pesquisa bibliográfica realizada por meio de consulta a escritos e publicações na área da educação infantil e neurociência com o intuito de aprofundar conhecimentos sobre o brincar e suas implicações para o desenvolvimento da criança. Investigou-se produções teóricas que explicitem a contribuição dos estudos da neurociência na compreensão do brincar para apontar as
more » ... a apontar as interferências que as brincadeiras têm em relação à formação da personalidade da criança e ao processo de aprendizagem. A brincadeira é indispensável para que a criança tenha possibilidade de fantasiar, expressar-se, interagir, construir regras e valores dentro de um grupo ou individualmente, livremente ou em ações planejadas e dirigidas pelo educador. A educação infantil pode ser um ambiente propício para essa prática na qual o educador tem a responsabilidade de possibilitar espaços e condições para a criança poder desenvolver-se, expressar-se e construir conhecimento. Com a pesquisa na literatura pode-se perceber que os conhecimentos advindos da neurociência relacionados à educação infantil sinalizam que é possível melhorar e potencializar o trabalho do educador voltando-o para o desenvolvimento e aprendizagem da criança através do brincar.
doi:10.20396/rho.v15i66.8643715 fatcat:qtx4yijki5a3fetqds4su2z2ku