Um peregrino na busca da produção Intelectual argentina durante a Guerra Civil Espanhola (1936-1939)

Cristina Abreu, Campolina De Sá
Revista Eletrônica da ANPHLAC   unpublished
Este livro faz parte da monumental coleção Hispanoamérica y la guerra civil española. Em 2012, Niall Binns brindou a comunidade acadêmica com dois extensos volumes que iluminam uma zona temática silenciada nos longos 36 anos da abominável ditadura de Francisco Franco: Ecuador y la guerra civil española. La voz de los intelectuales e Argentina y la guerra civil española. La voz de los intelectuales. Do segundo livro consistirá esta resenha. Sobre o conteúdo da coleção, registro de verdadeiro
more » ... o de verdadeiro resgate documental, Binns informa que cada livro oferecerá uma espécie de radiografia do campo intelectual do país em questão entre os anos 1936 e 1939, no qual as lutas propriamente "intelectuais" conviviam com as vicissitudes da política interna e com as tensões internacionais. Ao par disso, Binns esclarece que, em razão do contexto politizado dos anos 30, que mobilizou energias de diferentes setores das comunidades latino-americanas, no termo "intelectual" se inscrevem, momentaneamente, todas as pessoas que participaram do debate de ideias sobre a guerra civil através da palavra escrita. A partir da extrapolação do conceito clássico da figura do intelectual, Binns dá a entender que um núcleo fechado não daria conta de abranger o vivido, o contado e, sobretudo, os sentimentos gerados durante a guerra. Essa elasticidade também se aplica às origens dos
fatcat:6lqkk2rywbey3hzkobxdeuf5cy