Hepatite B na Bahia, Brasil segundo sistema de informação de agravos de notificação, 2013

Robércia Dos Anjos Pimentel, Evelin Keila Dos Santos Bomfim, Christianne Sheilla L. Almeida Barreto, Carlos Maurício Cardeal Mendes, Songeli Menezes Freire
2017 Revista de Ciências Médicas e Biológicas  
<strong>Introdução</strong>: a gravidez gera consideráveis implicações no âmbito social, econômico e psicológico, sobretudo quando ocorre durante a adolescência. <strong>Objetivo</strong>: caracterizar o perfil sociodemográfico e obstétrico de puérperas adolescentes assistidas em uma maternidade pública no munícipio de João Pessoa, Paraíba. <strong>Metodologia</strong>: trata-se de uma pesquisa descritiva, transversal e de abordagem quantitativa. A amostra foi constituída por 108 adolescentes
more » ... m idade entre 12 e 18 anos e a coleta de dados se deu pela aplicação de um questionário estruturado pelos pesquisadores. <strong>Resultados</strong>: o perfil encontrado se caracterizou predominantemente de adolescentes pardas 55,56%, solteiras (50%), cursado ou cursando o ensino fundamental (56,48%) em escola pública (80,56%), de procedência urbana (72,22%), desempregadas (66,67%) e com renda mensal média de 1 salário mínimo (79,63%), estando o pai ausente em 56,48% dos casos e a mãe engravidando pela primeira vez entre os 19 e 35 anos (37,96%). Em média, apenas 1 gestação (71,30%) e sem histórico abortivo (66,67%). 84,26% realizaram pré-natal e 51,85% fizeram uso de contraceptivo. <strong>Conclusão</strong>: conclui-se, portanto, que foi possível identificar o perfil das jovens, e assim subsidiar o direcionamento de ações e estratégias para a população descrita com o intuito de controlar a gravidez precoce
doi:10.9771/cmbio.v16i2.22252 fatcat:2o36znduffedxj7pmqlrshglom