Editorial: políticas de saúde e gestão

Kenneth R. de Camargo Jr.
2012 Physis  
em edições anteriores, o tema deste número de Physis foi composto a partir de artigos submetidos em demanda espontânea. acreditamos que a solicitação a autores relevantes de artigos para compor temas específicos segue sendo uma estratégia relevante para qualquer publicação, mas, por outro lado, consideramos importante dar vazão, dentro das nossas limitações, à grande demanda com a qual temos nos confrontado. a elaboração e implementação de políticas públicas são um campo fértil e central da
more » ... il e central da investigação em saúde Coletiva, em especial no nosso meio. análises rigorosas do ponto de vista acadêmico são também subsídios relevantes para o aperfeiçoamento das políticas e da gestão pública, sendo portanto uma contribuição relevante e estratégica para o sus, em particular. abrindo o tema, Pinheiro e Guizardi discutem a participação política na construção dos sistemas de atenção universal à saúde na américa latina, com ênfase no caso brasileiro da criação do sus. Pereira neto dirige seu foco para um aspecto específico deste último, o papel dos Conselhos de saúde, com base em estudo empírico. Gerschman et al. examinam o papel regulador que a ans deveria ter no contexto do sistema de saúde brasileiro. Castro e Machado, encerrando a seção, analisam a trajetória histórica das políticas brasileiras de atenção básica nos últimos 20 anos. na seção de temas livres, Fontanella et al. descrevem estudo sobre as repercussões do vestuário de profissionais de saúde sobre os usuários dos serviços de atenção básica no sus. Gomes et al. analisam como os gestores atuam na aplicação prática de diretrizes clínicas em serviços de atenção de alta complexidade a neonatos. Caldas e santos reconstroem o processo de criação de um sistema de vigilância nutricional e alimentar voltado para a população indígena brasileira.
doi:10.1590/s0103-73312012000200001 fatcat:q3dybntodjbrfk4u356xhukqw4