Eficiência alimentar de bovinos puros e mestiços recebendo alto ou baixo nível de concentrado

Marcos Inácio Marcondes, Sebastião de Campos Valadares Filho, Ivanna Moraes de Oliveira, Pedro Veiga Rodrigues Paulino, Rilene Ferreira Diniz Valadares, Edenio Detmann
2011 Revista Brasileira de Zootecnia  
Objetivou-se comparar o consumo, o desempenho, a eficiência alimentar e as características de carcaça de bovinos de três grupos genéticos (GG) alimentados com dois níveis de concentrado. Foram utilizados 48 bovinos castrados, sendo 16 Nelore (NE), 16 Nelore-Angus (NA) e 16 Nelore-Simental (NS). Doze animais (quatro de cada GG) foram abatidos como referência e para os 36 animais remanescentes, a mistura de concentrado da ração foi oferecida em 1 e 2% com base no peso corporal, perfazendo um
more » ... ial 3 × 2, em delineamento inteiramente casualizado, com seis repetições. O valor de significância foi definido em 0,05. As dietas isoproteicas foram compostas de silagem de milho e concentrado. O experimento foi composto de três períodos de 28 dias cada e todos animais abatidos ao final. O consumo de matéria seca (CMS) e demais nutrientes, exceto fibra em detergente neutro, foi maior nas dietas com alto nível de concentrado. O consumo de matéria seca dos animais mestiços foi maior que dos nelores, porém os Nelore-Angus apresentaram consumo maior quando comparado ao dos Nelore-Simental. Não foram observadas diferenças no desempenho dos animais entre os níveis de concentrado. Igualmente, os ganhos de carcaça e de corpo vazio foram maiores quando 2% de concentrado do peso corporal foi oferecido. O desempenho dos animais mestiços foi superior ao dos nelores, embora diferenças não tenham sido identificadas entre os mestiços. Não foram encontradas diferenças no índice bionutricional dos animais entre os dois níveis de concentrado, em eficiência alimentar para carcaça e ganho de peso do corpo vazio. Animais que consomem mistura de concentrado no nível de 2% do peso corporal apresentam maior consumo e desempenho se comparados àqueles que recebem o nível 1%, porém não ocorre diferença na eficiência alimentar. Nelore-Simental é mais eficiente que Nelore-Angus, mas ambos os grupos genéticos de mestiços são mais eficientes que o Nelore.
doi:10.1590/s1516-35982011000600021 fatcat:36wcz52zcjg4veetbgvcgl6lnu