Use of the random settling technique in quantitative studies of calcareous nannofossils in the NW South Atlantic Ocean

Heliane Ferrarese
2008 Revista Brasileira de Paleontologia  
Paleoceanographic surveys can be performed from the quantitative study of calcareous nannofossils since variations in the nannoflora through time indicate a biotic response to environmental changes. In this study, two preparation techniques of calcareous nannofossils slides -the conventional smear slide and the random settling techniques -were compared in order to investigate which method is better in quantitative studies for paleoceanographic reconstructions. The adaptation of sample
more » ... n methods allows studies of relative and absolute abundances of calcareous nannofossils. Although the random settling technique requires a much longer preparation time, it allows the calculation of the number of coccoliths per gram of sediment. This, together with the relative abundance and stable oxygen and carbon isotopic data allowed a more detailed analysis of paleotemperature and paleoproductivity. The Gephyrocapsa genus showed good correlations with δ 18 O and δ 13 C, indicating an influence of temperature and nutrient availability on the abundance of this genus. RESUMO -Levantamentos paleoceanográficos podem ser realizados a partir do estudo quantitativo de nanofósseis calcários, uma vez que alterações na composição da nanoflora, ao longo do tempo geológico, indicam uma resposta biótica às mudanças ambientais. No presente trabalho foram comparadas duas técnicas de preparação para nanofósseis calcários, a fim de se demonstrar qual a mais adequada para uso em estudos quantitativos em reconstruções paleoceanográficas. A adaptação de métodos de preparação de amostras permite comparar abundâncias relativas e absolutas em estudos de nanofósseis calcários. As técnicas utilizadas foram descritas anteriormente e diferem basicamente no tempo de preparação das lâminas e na precisão da análise quantitativa. A preparação de lâminas de nanofósseis calcários, a partir da técnica de decantação aleatória, permite o cálculo do número de cocolitos por grama de sedimento, e este, aliado às abundâncias relativas e dados isotópicos de oxigênio e carbono, possibilita uma análise mais detalhada da paleotemperatura e paleoprodutividade. O gênero Gephyrocapsa mostrou boas correlações com δ 18 O e δ 13 C, indicando uma influência da temperatura e da disponibilidade de nutrientes na abundância deste gênero. Palavras-chave: Nanofósseis calcários, estudos quantitativos, paleoceanografia, técnicas de preparação.
doi:10.4072/rbp.2008.1.01 fatcat:77vyfdgyyrf7fetbqzwfknm37y