Construindo histórias: promovendo o desenvolvimento cognitivo e da linguagem na primeira infância através da leitura de livros infantis

Fernanda Santos¹, Izabella Carvalho¹, Larissa Freire¹, Pedro Azevedo¹, Roberta Campos¹, Talita Lacerda¹, Antônio Lombardi¹
2017 unpublished
A baixa escolaridade da população brasileira é um problema prevalente no país. As causas deste baixo índice brasileiro são multifatoriais, destacando-se os prejuízos do desenvolvimento (cognitivo, linguagem, motor, afetivo, social, entre outros), causados por uma série de adversidades ainda muito presentes entre nós como a negligência, o estresse crônico, a exclusão social, a violência domiciliar, a baixa escolaridade dos pais, a insuficiência familiar, dentre outros. A exposição da criança a
more » ... ição da criança a tais adversidades coloca em risco estruturas neuropsíquicas em desenvolvimento, por exemplo, a linguagem, o cognitivo, o emocional, o social, entre outros, que, uma vez prejudicadas, interferem na aprendizagem, nas interações sociais, na profissionalização, na saúde mental e física e na inserção social dessas crianças. O atraso específico do desenvolvimento da linguagem é, usualmente, causado por uma combinação de herança poligênica e um ambiente com uma linguagem de vocabulário pobre. A prevalência de atraso significativo de linguagem está presente em torno de 6-8% das crianças (GRAHAM; TURK; VERHULST, 2001). É importante destacar que existe uma forte associação entre os transtornos de linguagem e dificuldades de leitura e escrita (HAHN et al., 2016). Como a linguagem consiste na capacidade de entender e de se comunicar de forma verbal e não verbal, e fazer com que a comunicação tenha sentido para os outros, o atraso no desenvolvimento dessa habilidade pode acarretar em múltiplos sinais de privação e transtornos do comportamento (GRAHAM; TURK; VERHULST, 2001). Além disso, os agravos da linguagem acarretam baixo desenvolvimento e evasão escolar (LOMBARDI, 2009). Constatou-se
fatcat:p23n7oil7ncq7f2w7ue6kfskgi