Decomposição de serapilheira e diversidade da fauna epiedáfica em fragmento de Floresta Ombrófila Mista

Dinéia Tessaro, Jéssica Camile da Silva, Ketrin Lorhayne Kubiak, Luis Felipe Wille Zarzycki, Karina Gabrielle Resges Orives, Maritânia dos Santos, Ariane Sommer Rebolho
2020 Research, Society and Development  
A fragmentação nos ecossistemas florestais e o consequentemente efeito de borda promovem mudanças na diversidade de organismos deste habitat, incluindo os pertencentes à fauna edáfica. Deste modo, este trabalho teve por objetivo verificar a dinâmica de decomposição de serapilheira em um fragmento de Floresta Ombrófila Mista bem como caracterizar a fauna edáfica existente no interior e na borda do fragmento. Para isso, litter bags e armadilhas pittfall foram instaladas na borda e no interior do
more » ... a e no interior do fragmento para avaliar a perda de massa da serapilheira e a fauna do solo, respectivamente. Como resultado verificou-se que a homogeneidade da distribuição foi maior na borda em comparação ao interior, ocasionada pela grande dominância dos grupos Diptera e Colembola. A análise de componentes principais não indicou grupos edáficos diretamente correlacionados a nenhuma das áreas de estudo. Em relação à taxa de decomposição da serapilheira, verificou-se que não houve diferença entre as áreas. Contudo, em ambas observou-se diferença na velocidade da decomposição aos 30 dias em relação aos 60 e 90 dias, os quais não diferiram entre si. Estes resultados indicam que na situação avaliada, a fragmentação da floresta não afetou a dinâmica de decomposição entre as áreas de borda e interior da floresta.
doi:10.33448/rsd-v9i11.10330 fatcat:wag6ka5suvhkle73zhckukx4em