Renda familiar e educação como fatores condicionantes do aumento da taxa de fertilidade: uma análise para o Paraná

Janete Lopes, Rosangela Pontili, V -População Área, Mercado De, Trabalho Paranaense
unpublished
Resumo: Uma ampla variedade de estudos tem apresentado evidências de que aumentos na educação e na renda parecem influenciar negativamente as decisões do casal quanto ao seu desejo de fertilidade. Estes estudos têm defendido a idéia de que o aumento na escolaridade atua positivamente sobre as oportunidades no mercado de trabalho e sobre os salários. Isto faz com que a mulher substitua as atividades no lar em prol da força de trabalho, provocando um efeito negativo sobre a fertilidade. Assim,
more » ... tilidade. Assim, este trabalho tem como proposta verificar se o número de filhos nascidos vivos, em uma dada família, tem relação com a educação da mãe e a renda familiar, em famílias do Paraná. A base de dados utilizada para tal foi a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2005, para a qual se aplicou o Modelo Lógit Multinomial. Os resultados demonstraram que aumentos na educação e na renda familiar influenciaram negativamente na taxa de fertilidade do Estado do Paraná. Palavras-chave: Mulher, fertilidade, educação, renda. Abstract :A wide variety of studies has pointed out evidences that higher level of education and better jobs and family income have negatively influenced on the parents' decisions concerning to fertility. These studies have stated that better level of education acts positively on the working market and salaries opportunities as well, making the women replace domestic chores by the working power, causing a negative effect on fertility. Keeping these results in mind, this paper aims to check if the number of born living children in a given family has to do with their mother´s education and the family income. The data basis used were got from PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) carried out in 2005, considering only the Paraná. Multinomial Logit Model was used. The results showed that increases in the education and in the family income, had a negative influence on the rate of fertility in Parana State.
fatcat:qnkceblkajevtli4fue4xkmhya