Uso da ventilação natural como estratégia para redução de riscos na transmissão da Covid-19 em salas de aula: relatos de estudos em escolas municipais de Londrina-PR

Pedro Henrique Bruder Decker, Beatriz Dinardi Dos Santos, Giovana Domingos Araujo, Jhony Wesley Lemes Macedo, Kauana Caroline De Freitas, Lorena Mizue Kihara, Milena Escapilato Fernandes, Verônica Aparecida Agassi, Vinicius Vieira Salles, Vitor Trigueiros, Claudia Donald Pereira, Thalita Gorban Ferreira Giglio (+1 others)
2021 Extensão em Foco  
A ventilação natural em salas de aula se configura como um importante mecanismo de diluição e remoção dos aerossóis que contêm o vírus SARS-CoV-2, transportados pelo ar. O presente estudo, de caráter extensionista, teve como principal objetivo dar suporte aos gestores das escolas municipais da cidade de Londrina-PR quanto às questões ligadas à ventilação natural das salas de aula no período vigente da pandemia, visando segurança sanitária aos alunos, professores e funcionários. Neste contexto,
more » ... s. Neste contexto, duas ações, integradas à Secretaria Municipal da Educação da cidade, foram realizadas: a criação de um vídeo instrucional de apoio ao protocolo de biossegurança da prefeitura, destacando a importância da ventilação natural dentro das salas de aula; e estudos técnicos de cálculo da renovação de ar em salas de aula, com a determinação do número máximo de alunos. Para o desenvolvimento das ações, a estratégia foi o envolvimento das atividades de ensino, pesquisa e extensão permitindo a atuação do grupo de alunos de engenharia civil e arquitetura em estudos técnicos realizados nas escolas municipais Edmundo Odebrecht e Tarumã. As análises finais foram norteadas por parâmetros técnicos definidos pela Anvisa e por estudos internacionais que classificam a qualidade do ar de acordo com a quantidade de trocas de ar por hora nas salas de aula. Ao final sugere-se a limitação diferenciada da ocupação máxima de alunos nas salas, de acordo com as condições de ventilação de cada uma, para reduzir as chances de contaminação por COVID-19.
doi:10.5380/ef.v0i23.80574 fatcat:isndzrn72zd2rlzzml7r5gez2q