O ambiente e o papo: comparações internacionais e tipologia das redes verbais nas organizações Environment and chatter: international comparisons of verbal networks in organizations

Reed Elliot Nelson, Eduardo Pinheiro Gondim de Vasconcellos
2007 REGE Revista de Gestão  
Uma longa tradição de pesquisa afirma que, nos ambientes mais dinâmicos, as organizações necessitam de formas mais "orgânicas", que facilitem a comunicação e a coordenação entre diversas funções e unidades. O crescimento das empresas, associado à diversificação de produtos e à internacionalização, aumenta muito a complexidade do processo gerencial, que não pode depender somente das interfaces formais. As organizações informais, de um lado, podem complementar as deficiências da estrutura formal,
more » ... ou podem produzir disfunções que levarão a conflitos e desvios dos objetivos e estratégias. Este artigo consiste num estudo das redes sociais verbais de 66 empresas localizadas em vários ambientes industriais no Brasil e nos Estados Unidos, no qual foram identificados três tipos básicos de redes verbais, caracterizadas por diferentes níveis de densidade, faccionalismo e predominância de contatos "fortes". Os três tipos, por sua vez, parecem estar relacionados com o ambiente industrial em que a firma está inserida. As empresas localizadas em ambientes de alta munificência, porém de alta concorrência, dispunham de redes de alta densidade e baixo faccionalismo, com muitos contatos fracos. Em contrapartida, as empresas localizadas em ambientes de estagnação tinham redes de baixa densidade, alto faccionalismo e muitos contatos fortes. Neste artigo, discutimos as implicações desse resultado para a relação empresa-ambiente.A long tradition of research affirms that in the most dynamic environments, organizations need a more "organic" behavior to facilitate communication and coordination between managerial functions and organizational units. Growth of companies, together with product diversification and internationalization, has substantially increased the complexity of management, where only formal interfaces have become insufficient. Informal organization may correct inefficiencies of the formal structure but may also produce dysfunctions that could lead to conflicts and deviations from objectives and strategies. This paper d [...]
doaj:33a6bb768ccf4184aabce4c52576cf3b fatcat:c23wmrvy2bew5j724scq4lzhiq