Tratamento de dentes com rizogênese incompleta após procedimentos regenerativos ou de apicificação: uma revisão sistemática de literatura

Camila Stefani Lofrano Cabral, Lívia Oliveira Genizelli, Rayane Giselle Zavão Cruz, Andrea Cardoso Pereira, Edson Jorge Lima Moreira, Emmanuel João Nogueira Leal da Silva
2016 Revista Brasileira de Odontologia  
Objetivo: realizar uma revisão sistemática de literatura para verificar as taxas de sucesso do tratamento de dentes permanentes imaturos com periodontite apical após procedimentos tradicionais de apicificação ou de procedimentos de regeneração/revascularização pulpar. Material e Métodos: uma busca eletrônica de artigos foi executada em bancos de dados PubMed e Cochrane, usando termos médicos específicos, entre janeiro de 2000 a junho de 2015. Outras publicações presentes na seção de referência
more » ... eção de referência de cada artigo relavante foi analisada a partir de uma busca manual e foram acrescentadas na lista de artigos selecionados. Resultados: inicialmente, um total de 114 títulos foi identificado. Um estudo adicional foi identificado como relevantes após uma busca das listas de referência. Após o enquadramento nos critérios de inclusão e exclusão, apenas dois artigos foram selecionados. Os estudos incluídos demonstram resolução dos sinais clínicos, sintomas e radiolucência periapical para ambas as formas de tratamento. Em contrapartida os estudos foram divergentes no que diz respeito ao aumento de comprimento e espessura radicular após terapias regenerativas; enquanto um estudo apresentou dados mais favoráveis à terapia regenerativa, o outro não demonstrou diferenças entre as duas terapias testadas. Conclusão: a presente revisão sistemática indica a existência de poucos estudos comparando diretamente as duas técnicas avaliadas. Além disso, os protocolos de revascularização oferecem o potencial para tratar dentes permanentes com rizogênese incompleta, com o consequente desaparecimento dos sinais e sintomas e uma maior possibilidade de continuidade de formação radicular quando comparados aos tradicionais procedimentos de apicificação.
doi:10.18363/rbo.v73n4.p.336 fatcat:g26p5znmonhwjpkin3zo7bc3bq