Nutrição enteral precoce em paciente crítico pediátrico: evolução da conduta nutricional e desfecho clínico / Early enteral nutrition in pediatric critical patient: evolution of nutritional conduct and clinical outcome

Giana Carla Lins de A. Meireles, Ana Cláudia Vieira Gomes, Edcleide Oliveira dos S. Olinto, Mirela Ribeiro Barreto, Ingrid Gianny dos Santos Batista
2021 Brazilian Journal of Health Review  
RESUMO Objetivo: Avaliar a associação da nutrição enteral precoce (NEP) com o alcance das cotas calórico-proteicas, tempo de internação, tempo de uso de ventilação mecânica e desfecho clínico, bem como, detectar os fatores causais para introdução tardia e interrupção da dieta. Métodos: Foi realizado um estudo prospectivo com crianças e adolescentes internados em unidade de terapia intensiva (UTI) e que tiveram a nutrição enteral como dieta na internação, no período de dezembro de 2015 a agosto
more » ... o de 2015 a agosto de 2016, em um complexo hospitalar pediátrico de referência no estado da Paraíba, totalizando uma amostra de 54 pacientes. Resultados: A amostra foi homogênea quanto ao gênero, com predominância de lactentes (75,9%) e a média de internação na UTI foi de 14,4 ± 18,3 dias. A nutrição enteral (NE) foi iniciada precocemente em 57,4% dos pacientes e a NEP influenciou positivamente no alcance mais rápido das cotas calórica e proteica recomendadas para o quadro clínico (p=0,01 e p=0,04, respectivamente) e em menor tempo de uso de ventilação mecânica (p=0,04). Não foi observada, entretanto, associação da NEP com a interrupção da dieta (p=0,38), tempo de internação na UTI (p=0,06) e desfecho clínico (p=0,50). O principal fator causal para início tardio da NE e para interrupção da dieta foi a presença de resíduo gástrico (43,5% e 38,5%, respectivamente). Conclusão: Os achados apresentados neste estudo evidenciam a necessidade de um adequado monitoramento, por parte dos profissionais de saúde, da introdução do suporte nutricional adequado, em tempo hábil, das crianças e adolescentes admitidos em UTI pediátrica. Palavras-chave: Terapia nutricional, Unidade de terapia intensiva, Pediatria. ABSTRACT Objective: To evaluate the association of the EEN with the reach of recommendation the caloric and protein, length of hospital stay, length of use of mechanical ventilation and clinical outcome, as well as detect the causal factors for the late introduction of the diet and its interruption. Methods: A prospective study was conducted with children and adolescents admitted in the ICU and that had the EN as diet in admission, in the period of December of 2015 to August of 2016, in a reference pediatric hospital complex in the state of Paraíba, totalling a sample of 54 patients. Results: The sample was homogeneous as for gender, with predominance of infants (75.9%) and the average length of stay in the ICU was of 14.4 ± 18.3 days. The enteral Brazilian Journal of Health Review nutritional support was started early in 57.4% of the patients and the EEN positively influenced the faster reaching of the recommended calories and proteins levels for the clinical condition (p=0.01 e p=0.04, respectively) and in less amount of time of mechanical ventilation use (p=0.04). It was not observed, however, association of the start of EN and the interruption of diet (p=0.38), length of stay in the ICU (p=0.06) and clinical outcome (p=0.50). The main causal factor for the late start of the EN and for the interruption of diet was the presence of gastric residue (43.5% and 36%, respectively). Conclusion: The findings related to this study show the need for an adequate follow-up by health professionals of the introduction of appropriate nutritional support, in a timely manner, to children and adolescents admitted to the pediatric ICU.
doi:10.34119/bjhrv4n1-134 fatcat:27y5hlpl3rfxdppxgouhsodzsu