BOMBA DE CALOR COM SISTEMA AUTOMÁTICO PARACONTROLE DO AR DE SECAGEM

J. V. NICACIO, E. C. MELO, A. F. de LACERDA FILHO, J. H. MARTINS, T. A. PIZZIOLO
2015 Anais do XX Congresso Brasileiro de Engenharia Química   unpublished
RESUMO -A secagem é uma das operações unitárias mais usuais na indústria e a que mais consome energia durante o processamento de diversos produtos. Como a energia é um produto caro e escasso faz-se necessário que seja utilizada de forma mais eficiente possível. Além desta preocupação, é necessário ater-se à qualidade final do produto submetido ao processo, visto que a maioria é sensível à ação do calor e da temperatura, que podem, quando excessivos, causar danos nas características que definem
more » ... sticas que definem a sua qualidade. Neste trabalho foi desenvolvido um sistema automático para o controle do ciclo de funcionamento de uma bomba de calor de forma a permitir que a mesma fosse utilizada como condicionadora de ar para a operação de secagem. O sistema de controle desenvolvido foi capaz de manter o ar de secagem com temperatura constante e umidade relativa dentro da faixa definida pelo usuário. Em todos os testes de secagem realizados para a validação do sistema de controle o mesmo foi capaz de manter os valores de temperatura e umidade relativa do ar de acordo com os valores escolhidos, dentro da faixa de operação da bomba de calor utilizada, respondendo de forma satisfatória às variações ocorridas nas características psicrométricas do ar ambiente. INTRODUÇÃO A secagem é uma das operações unitárias mais usuais na indústria e a que mais consome energia durante o processamento de diversos produtos. No processo industrial de fabricação de papel esta operação é a principal consumidora de energia de toda a planta, sendo responsável por aproximadamente 1/3 (um terço) do consumo total e segundo Brooker et al. (1992) esta é responsável por cerca de 60% da energia consumida no processo produtivo básico de grãos. Em alguns casos a secagem é uma operação realizada antes do processamento do produto, como no caso da remoção da água da alumina hidratada (Al2O3.3H2O) utilizada no processo de obtenção do alumínio e na secagem de grânulos de resina de poli(tereftalato de etileno), mais conhecido como PET. Todavia, em boa parte das situações a secagem é o último processamento do produto antes de sua classificação e embalagem como é o caso de produtos agrícolas, açúcar, adubos, gel de sílica, couro curtido a crômio, lã fiada, alumina Área temática: Simulação, Otimização e Controle de Processos 1
doi:10.5151/chemeng-cobeq2014-1868-17108-188633 fatcat:pmexpmaybrapxabbdcbtgfodqq