A crítica da tradução literária

Helder Martins
1999 Cadernos de Tradução  
A crítica da tradução, particularmente da tradução literária, aparece fundamentalmente e com maior frequência na imprensa, em forma de crítica e recensão literária, como uma apreciação mais ou menos crítica e extensa do produto "tradução" num contexto de chegada cultural, linguístico e literário, sem o texto de partida ter sido tomado como factor determinante para a crítica da tradução. Uma outra forma de crítica da tradução, e é esta que me interessa particularmente aqui abordar, consiste no
more » ... rdar, consiste no confronto analítico e comparativo do texto original e da respectiva tradução, perspectiva esta que tem como intenção inventariar e comentar semelhanças e diferenças de estrutura e linguagem entre o texto de partida e o de chegada, com vista a esclarecer o processo de tradução individual, a estratégia adoptada pelo tradutor e a sua adequação à tradução efectuada. É uma crítica que salienta a apreciação do processo de tradução e o papel dos factores e determinantes que o envolvem. Se o próprio tradutor não se exprimiu sobre os princípios de tradução utilizados (e.g. num prefácio ou posfácio) (nota 1), estes devem ser apreendidos e a sua consistência comprovada através do confronto entre os dois textos. Desta forma, uma tradução não poderá ser apreciada e criticada de forma apropriada caracterizando apenas as soluções propostas pelo tradutor, mas também relacionando continuamente essas soluções com as particularidades distintas do original. Esta comparação é
doi:10.5007/5524 doaj:b561f028c0354887a44c6725d7a1d997 fatcat:ady6jzkwfvg7rhblllrdche2vq