Base teórica para estudos exploratórios da experiência consciente da violência psicológica
Theoretical basis for exploratory studies of conscious experience of psychological violence

Adelma PIMENTEL, Paolo MINDELLO
2012 PHENOMENOLOGICAL STUDIES - Revista da Abordagem Gestáltica  
Resumo: Este artigo examina textos que abordam a concepção de consciência para analisar relações entre experiência consciente e violência psicológica em contexto familiar visando intervenções preventivas que permitam rever os vínculos familiares e a sociabilidade pública. Na lógica interna da violência psicológica estão estabelecidas práticas irracionais, em consequência, os atores que a vivenciam não transparecem a consciência da existência do outro e/ou de si mesmo. Na pesquisa, o
more » ... uisa, o procedimento interpretativo e metodológico foi à investigação bibliográfica: leituras, fichamentos e análises dos textos. A estrutura da escritura é constituída pela exposição de alguns modos que a consciência é pensada por várias ciências, teses gestálticas e pela apresentação do pensamento de alguns autores sobre violência psicológica que ocorre nas famílias. À guisa de conclusão ponderamos que, na literatura focalizada as dificuldades conceituais permanecem, isto é, as neurociências, a psicologia cognitiva, a análise do comportamento e a psiquiatria não têm ferramentas metodológicas para responder precisamente o que é a consciência; assim, nos afastamos da querela metodológica e elegemos algumas cogitações gestálticas e da fenomenologia existencial heideggeriana para analisar possíveis relações entre experiência consciente e violência psicológica. Palavras-chave: Consciência; Violência Psicológica; Pesquisa Qualitativa. Abstract: This article examines texts that discuss the concept of consciousness to analyze relationship between conscious experience and psychological violence in the family context in order to preventive interventions that allow family ties to revise the public sociability. In the internal logic of psychological violence are established practices irrational thoughts, as a result, the actors who experience it does not transpire awareness of the existence of another and / or of oneself. In the survey, the procedure was interpretive and methodological research literature: readings, reviews and analysis of texts. The structure consists of writing the exposure of some ways that consciousness is thought by many sciences, theses gestalt of thought and presentation of some authors about psychological violence that occurs in families. As a conclusion we ponder that, in the literature focused on the conceptual difficulties remain, neuroscience, cognitive psychology, behavior analysis and psychiatry have methodological tools to answer precisely what is consciousness, so we move away from complaint methodological and elect some musings gestalt and existential Heideggerian phenomenology to analyze possible relationships between conscious experience and psychological violence
doi:10.18065/rag.2012v18n1.10 fatcat:ze4j33rhiremzejw73ewpahxl4