Revolução, Revelação: Um desenho da pintor(a)rte à espera, na peça A Semana

Bruno Leal Piva
2019 ILUMINURAS  
Resenha da peça A Semana, de E.M. de Melo Castro, datada em 1954 e revista em 1958, componente do Teatro do Homem (L)ido. O texto apresenta o contexto artístico, filosófico e cultural em que a peça encontra-se inserida, além de considerações sobre a natureza do autor como criador de uma transformação, dentro do contexto da obra, e do autor como transformado pelas circunstâncias de sua sociedade que trouxeram a obra à tona.
doi:10.22456/1984-1191.91660 fatcat:pxbojqzt2vbf3ga3lnm6i6tfke