AVALIAÇÃO DA FLEXIBILIDADE DOS ISQUIOTIBIAIS EM JOVENS SEDENTÁRIOS E IRREGULARMENTE ATIVOS DO ENSINO MÉDIO DE BELO HORIZONTE/MG

Renata Ribeiro da Silva, Luciana Sucasas Vani Carneiro, Filipe Tadeu Sant`Anna Athayde, Carlos Alexandre Batista Metzker
2021 Inova Saúde  
Os jovens do ensino médio têm sido caracterizados como grupo de risco para diversos tipos de afecções musculoesqueléticas em razão dos hábitos de vida adotados, especialmente pela permanência em posturas estáticas durante as longas jornadas de estudos. Foi objetivo desse estudo verificar a flexibilidade dos isquiotibiais (IT) de estudantes sedentários e irregularmente ativos de uma escola pública do ensino médio de Belo Horizonte/MG. Foi realizado um estudo observacional, transversal, analítico
more » ... nsversal, analítico e quantitativo, que avaliou 27 estudantes do ensino médio, de ambos os sexos, com faixa etária entre 16 e 18 anos, classificados como sedentários e irregularmente ativos. A flexibilidade dos músculos IT, do lado dominante, foi mensurada por goniometria. Além de estatística descritiva, foi realizada uma análise comparativa da flexibilidade entre os sexos e de correlação linear considerando-se a idade. Todos os estudantes participantes do estudo (100%) apresentaram algum grau de déficit de flexibilidade dos IT, sendo que a maioria (59,3%) apresentou ADM de extensão do joelho avaliado variando entre 140 a 165 graus. Não houve correlação entre flexibilidade e idade e tampouco diferença significativa na comparação de flexibilidade entre os sexos. Ao final do estudo concluiu-se que todos os alunos participantes do estudo apresentaram déficit de flexibilidade dos IT e não houve significância estatística ao se considerar esses dados em relação ao sexo ou à idade.
doi:10.18616/inova.v11i2.6083 fatcat:yptlxrxvqfhexaakj4fccz6rru